Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Governo constrói novo reservatório de rega nos Canhas para apoio a 380 regantes

Este novo reservatório de rega representa um investimento de um milhão de euros e irá beneficiar diretamente 380 regantes da freguesia dos Canhas, irrigando uma área de 49 hectares. 01-09-2021 Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas
Governo constrói novo reservatório de rega nos Canhas para apoio a 380 regantes

O Governo Regional, através da Águas e Resíduos da Madeira (ARM), já adquiriu o terreno na freguesia dos Canhas, no concelho da Ponta do Sol, para construir um novo reservatório de rega. O projeto está concluído e a obra avançará em breve para o terreno.

 

De acordo com a secretária regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, Susana Prada, que visitou o terreno adquirido para o projeto, o objetivo desta obra é o de «aumentar a capacidade de armazenamento e aproveitar a água de uma nascente próxima durante 24 horas, para entregá-la aos agricultores durante o período de rega. Este investimento vai permitir reforçar o caudal e regularizar o fornecimento de água de rega».

 

Este novo reservatório de rega representa um investimento de um milhão de euros e irá beneficiar diretamente 380 regantes da freguesia dos Canhas, irrigando uma área de 49 hectares.

 

O projeto que vai avançar prevê a construção de um reservatório de 3000 m³, em betão armado, o qual será dotado de equipamentos de comando e automação, supervisão e de telecomunicações, com interligação ao sistema do Centro de Telegestão da ARM (situado no Funchal), permitindo o controlo remoto das operações.

Paralelamente, será feito o lançamento de uma conduta com 400 metros, para beneficiação da adução ao reservatório.

 

ARM recupera 14 reservatórios

Em simultâneo, a ARM encontra-se a recuperar 14 reservatórios, que integram os sistemas públicos de rega sob gestão da empresa pública, nos concelhos de Machico, Santana e São Vicente. Um investimento de mais de meio milhão de euros, cofinanciado a 85% pelo PRODERAM e a 15% pelo Governo Regional.

 

As 14 intervenções consistem na substituição das infraestruturas atuais, com intuito de melhorar as condições de fornecimento de água aos regantes dos referidos municípios, bem como o reforço da segurança das respetivas infraestruturas.

A ARM é responsável pela gestão dos sistemas públicos de regadio da região que consistem em mais de 2800 quilómetros de canais de transporte de água, 136 reservatórios de água de rega e 3 lagoas.


Anexos

Descritores