Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Madeira na 56.ª Feira Nacional de Agricultura

Evento decorre de 8 a 16 de junho, no Centro Nacional de Exposições, em Santarém 30-05-2019 Agricultura e Pescas
Madeira na 56.ª Feira Nacional de Agricultura A “Vinha e o Vinho” é o mote da 56.ª Feira Nacional de Agricultura/66.ª Feira do Ribatejo, evento anual que terá de 8 a 16 de junho, no habitual Centro Nacional de Exposições (CNEMA), em Santarém.
A Região Autónoma da Madeira, através da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas/Direção Regional de Agricultura, irá de novo marcar presença com um pavilhão onde estarão representadas várias empresas agroalimentares regionais, procurando valorizar, divulgar e promover os nossos produtos agrícolas e agroalimentares.
Os melhores produtos agroalimentares estarão mais uma vez no Salão Prazer de Provar, iniciativa que voltará a privilegiar ações destinadas a produtores, consumidores e profissionais, com ênfase para a área dedicada aos vencedores dos Concursos Nacionais de produtos portugueses, onde muitos produtos transformados madeirenses já foram galardoados.
Os seminários e colóquios que decorrem nos dias úteis constituirão um importante foco de debate e discussão dos principais temas agrícolas e serão, certamente, motivo de atração para grande número de profissionais e interessados no setor agrícola.
Com cerca de 200.000 visitantes, dos quais mais de 40.000 são profissionais, a Feira Nacional de Agricultura é o mais importante e representativo certame do setor e apresenta-se como um espaço privilegiado para o estabelecimento de contactos e negócios.
Ao longo de nove dias, o melhor do setor agrícola português vai estar representado em todas as suas vertentes. A zona de maquinaria agrícola será um espaço privilegiado de promoção e de demonstração deste mercado, mas outras áreas representadas na Feira, como os equipamentos, as associações e cooperativas agrícolas, o artesanato, a venda comercial diversa ou a já tradicional e muito apreciada zona gastronómica permitirão agradar aos vários tipos de público que visita a Feira.  

Anexos

Descritores