Caniçal iça Bandeira Verde

EB23 do Caniçal foi a primeira do Concelho a receber o símbolo. 03-02-2018 Educação
Caniçal iça Bandeira Verde

A EB23 do Caniçal foi distinguida pela 13.ª vez com a Bandeira Verde Eco-Escolas. A “tradição” de hastear aquele símbolo foi cumprida quarta-feira (31 de janeiro) e, desta feita, mereceu aplausos do Secretário Regional de Educação, Jorge Carvalho, no seu regresso ao primeiro estabelecimento de ensino onde lecionou.


Congratulando toda a comunidade escolar pela atribuição daquela Bandeira, Jorge Carvalho dirigiu-se diretamente aos alunos. «Vocês são todos muito jovens e estes aspetos de proteção do nosso ecossistema podem, por vezes, parecer não ter grande relevância, mas é importante que comecem a criar uma consciência ambiental, de que devemos proteger o ambiente, não só pela nossa qualidade de vida no presente, mas pensando sobretudo no futuro», sublinhou o governante, apelando à preservação da natureza.


«É uma responsabilidade de todos, é um trabalho de cada um. É nesta lógica de agirmos localmente, na nossa escola, na nossa casa, no nosso concelho, na nossa ilha, que contribuímos para que o planeta se mantenha saudável», concluiu.


A presidente do Conselho Executivo, Lisete Garrido, não escondeu o seu orgulho. «Esta foi a primeira escola de Machico a receber este galardão, um reconhecimento pelo trabalho e preocupação para com o ambiente, na transmissão de valores aos jovens», relevou a professora.


No âmbito destas comemorações foram premiados os alunos com melhores trabalhos no concurso de fabrico de instrumentos com materiais reciclados: João Tiago Sousa (xilofone) foi o vencedor, enquanto Leonardo Frescata (chincalho) e Letícia Sousa (pandeireta com pele) foram 2.º e 3.º classificados, respetivamente, e Ana Catarina Sousa (tambor) recebeu uma menção honrosa.