Igualdade de Género reúne consenso

Parlamento dos Jovens debateu propostas a levar a São Bento. 21-02-2018 Educação
Igualdade de Género reúne consenso A Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira (ALRAM) recebeu, segunda e terça-feira (19 e 20 de fevereiro), as sessões do Parlamento dos Jovens, para os 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e para o ensino secundário, respetivamente.
 
“Igualdade de género: um debate para tod@s”, foi o denominador comum nas sessões desta iniciativa institucional da Assembleia da República, realizada com a colaboração do Ministério da Educação e Ciência e das Secretarias Regionais que tutelam a Educação e a Juventude nos Açores e na Madeira.
 
Na receção aos estudantes, o Presidente da ALRAM, Tranquada Gomes, relevou a importância daquele que é o primeiro órgão de governo próprio da região. «Aqui reside a soberania da população da Madeira e do Porto Santo. É aqui que se fazem as leis, que se fiscaliza a acão do governo, que se debatem questões políticas que são importantes para o futuro de todos os madeirenses e portossantenses», vincou o presidente, elogiando a pertinência do tema em debate. «Os parlamentos assentam na pluralidade, na diversidade, no confronto de ideias, nos consensos e nas discrepâncias, mas se há matéria em que há um grande consenso entre as várias forças políticas que integram este parlamento, é na igualdade de género», observou Tranquada Gomes.
 
O Secretário Regional de Educação, Jorge Carvalho, manifestou-se satisfeito por constatar relativa igualdade de géneros entre os jovens na representatividade das escolas naquele Parlamento. «É a garantia de que já nas nossas escolas há respeito pelas diferenças e isso é um bom sinal para o futuro. A igualdade de género não deve ser apenas um chavão; é uma questão de justiça social, é um princípio de desenvolvimento das nossas sociedades. Uma sociedade será tão mais capaz, solidária e equitativa se efetivamente as questões de igualdade e género estiverem ultrapassadas», perspetivou o governante, deixando um desafio aos estudantes. «Que esteja lançada a semente para mais tarde voltarem a esta casa para defenderem outros desígnios», concluiu.
 
Os projetos aprovados nestas sessões regionais, nas quais participaram também Carlos Pereira e Sara Madruga, deputados na Assembleia da República, serão apresentados e debatidos em sessões nacionais do Parlamento dos Jovens, no Palácio de São Bento, nos dias 16 e 17 de abril (2.º e 3.º ciclos do ensino básico), e nos dias 14 e 15 de maio (ensino secundário).