Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

«Formar e capacitar geração  para assumir os desígnios da UE»

Jorge Carvalho releva Erasmus+ como espaço de realização pessoal e profissional. 24-02-2022 Educação, Ciência e Tecnologia
«Formar e capacitar geração  para assumir os desígnios da UE»

A Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação (EF) escolheu a Região Autónoma da Madeira (RAM) para celebrar os 35 anos do Programa Erasmus+. A escolha resulta do sucesso que o Programa atingiu na RAM ao longo dos últimos anos, patente no facto de a maior parte das escolas da Madeira e do Porto Santo terem projetos Erasmus+, aprovados ou em curso, quer no âmbito da Ação-Chave 1, quer no âmbito da Ação-Chave 2. 
  
Do conjunto de ações dinamizadas pela Agência Nacional em parceria com a Secretaria Regional de Educação, realce para a cerimónia que reuniu, dia 23 de fevereiro, dezenas de pessoas, entre alunos, professores e colaboradores de instituições regionais e nacionais, no Pestana Casino Park Hotel, e foi transmitido para todo o país via livestream, objetivando a partilha de boas práticas e reflexões acerca do impacto deste programa. 
    
Na oportunidade, o secretário regional de Educação, Jorge Carvalho, realçou a importância do Programa Erasmus+ para uma região ultraperiférica como a RAM, por «proporcionar condições para que os ilhéus tenham as mesmas oportunidades que têm todos os outros cidadãos dos diferentes países que compõem a União Europeia»
   
«Estamos perante um programa que é decisivo para a construção da União Europeia, mas também para as novas gerações. Por isso, capacitar os jovens para que possam ter desempenhos sociais, profissionais e assumam papéis altamente competentes na sociedade no futuro, é uma responsabilidade que cabe àqueles que têm hoje o poder da decisão aos mais diferentes níveis», disse, relevando o alcance que o Programa pode ter no futuro da própria Europa. 
  
«A formação e a capacitação de uma geração que seja responsável e competente para assumir os desígnios de uma União Europeia que se quer um espaço de paz e de progresso - é nisso que estamos comprometidos e é com esse espírito que as novas gerações podem contar com o Governo Regional, com a Secretaria Regional de Educação e com todas as outras estruturas regionais envolvidas», sublinhou o governante. 
  
Jorge Carvalho incentivou ainda os alunos e professores a olhar para o Programa Erasmus+ como um espaço de realização do ponto de vista pessoal e/ou profissional. «É bom que tenhamos a noção do nosso contributo, enquanto professores, diretores de escolas, decisores políticos ou agentes sociais, para que os nossos jovens possam, neste percurso formativo, ter experiências que se revelem como oportunidades em termos de mercado de emprego. Hoje, através da capacitação, da formação nas diferentes vertentes, do conhecimento de novas realidades e de novas culturas, do domínio de novos idiomas, os nossos jovens podem encontrar uma realização profissional num contexto com mais de 400 milhões de pessoas», observou o secretário regional, enaltecendo a importância do contributo dos jovens «para a construção de um espaço comunitário onde a compreensão, a partilha, a solidariedade e a subsidiariedade possam ser uma realidade»
 


Anexos

Descritores