Lançado segundo concurso para ampliação e requalificação do Centro de Saúde da Calheta

O prazo de entrega das propostas é de 30 dias a contar da data da publicação do anúncio. 01-10-2018 Secretaria Regional dos Equipamentos e Infraestruturas
Lançado segundo concurso para ampliação e requalificação do Centro de Saúde da Calheta

A Santa Casa da Misericórdia da Calheta lançou na passada sexta-feira, dia 28 de setembro, um segundo concurso para a ampliação e requalificação do Centro de Saúde da Calheta.

O primeiro, lançado em junho deste ano, com o valor base de 2,9 milhões de euros ficou deserto, o que levou aquela instituição a ter de reformular o valor base elevando-o para 3,5 milhões de euros.

O facto de o primeiro concurso lançado ter ficado deserto é um reflexo direto da nova dinâmica do sector, que, fruto deste crescimento na construção, depara-se com falta de mão de obra e com o consequente aumento dos salários dos trabalhadores, sobretudo os qualificados. Aliás, tal e qual já foi noticiado pela Comunicação Social.

Neste momento, recorde-se, há falta de mão-de-obra qualificada na Construção Civil, o que faz com que as empresas estejam a pagar, nalguns casos, a 22 euros por hora. Ou seja, o que acaba por encarecer o preço a praticar pelas empresas junto dos clientes, quer privados, quer públicos.

Na prática, uma obra que se fazia há meses atrás por um determinado preço é agora mais cara, já que pelos preços anteriores os concursos deixam de ser atrativos para as empresas, dado o elevado custo da mão-de-obra. Ou seja, há concursos a terem de ser revistos em alta.

Para além de custear a obra através de fundos do Programa 14-20, o Executivo madeirense, através da Secretaria Regional dos Equipamentos e Infraestruturas, que colaborou ativamente na elaboração do projecto e no lançamento do mesmo, irá também acompanhar a execução da respetiva obra.

De salientar que o prazo de entrega das propostas é de 30 dias a contar da data da publicação do anúncio.