Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Um 2019 marcado por grandes e importantes obras

Em 2019, o conjunto de obras previstas é muito diversificado e transversal, com um especial enfoque nas áreas da saúde, da educação, das acessibilidades e da segurança. 27-12-2018 Secretaria Regional dos Equipamentos e Infraestruturas
Um 2019 marcado por grandes e importantes obras

“Estou impressionado com a urgência de fazer. Saber não é suficiente; devemos aplicar. Estar disposto não é suficiente; temos que fazer…”. Esta frase, atribuída a Leonardo Da Vinci, de uma forma simples diz tudo sobre um dos homens visionários que mudou o mundo. Esta urgência de génio, este querer, esta vontade de fazer é também a nossa vontade… a vontade deste Governo… de fazer e fazer bem.

Em 2019, o conjunto de obras previstas é muito diversificado e transversal, com um especial enfoque nas áreas da saúde, da educação, das acessibilidades e da segurança.

Começaria, como não poderia deixar de ser, pelo lançamento da obra mais importante dos últimos anos, e um desígnio regional (pelo menos para alguns) que é Novo Hospital da Madeira.

Mesmo contra a vontade do governo PS e de alguns partidos regionais mais amigos de Lisboa do que dos madeirenses, o Governo Regional conseguiu lançar a empreitada.

O Novo Hospital será mesmo uma realidade. Como diria Samuel Johnson, “As grandes obras são executadas, não pela força, mas pela perseverança”.

Mas, há ainda, na área da Saúde, outras obras de referência, como as que estão em curso no Hospital dos Marmeleiros, trazendo maior conforto e melhorias significativas em toda a sua envolvente.

Atualmente já decorrem os estudos para definir a intervenção ao nível do interior, prevendo-se arrancar com esta intervenção em meados de 2019.

No Hospital Dr. Nélio Mendonça, depois da profunda remodelação realizada no Bloco de Obstetrícia e da Central de Gases Medicinais, vamos avançar para o Bloco Central e Urgências, cujos projetos de execução já estão em avançado desenvolvimento.

Na área da Saúde, poderemos ainda falar de outros importantes investimentos, como o novo Centro de Saúde da Calheta, no qual o Governo Regional e a Santa Casa da Misericórdia da Calheta, estão empenhados, prevendo-se o arranque das obras ainda para janeiro do próximo ano.

Ainda na saúde, gostaria de referir as intervenções previstas para os centros de saúde de Santa Cruz, do Arco da Calheta e de São Vicente. Não nos podemos esquecer também da empreitada que irá melhorar significativamente a resposta do Centro de Saúde da Nazaré, cuja obra, já adjudicada, se iniciará muito em breve.

Obras para fazer e sempre com o propósito de chegar a todos e servir todos os madeirenses e porto-santenses, todos.

Falemos também na importância da Educação. Mas nós não falamos apenas. Nós fazemos e temos uma vontade clara de disponibilizar melhores condições nos estabelecimentos de ensino e infraestruturas desportivas da Região.

Além das importantes intervenções em curso na escola Padre Manuel Álvares, na Ribeira Brava, e na Escola Francisco Freitas Branco, no Porto Santo, vamos ainda intervir na Escola Secundária do Estreito de Câmara de Lobos, do Porto da Cruz e do Paul do Mar. Para a Escola da ‘Levada’, além de uma profunda reabilitação, estamos também a prever introduzir significativas melhorias ao nível da segurança contra incêndios.

Além das intervenções nas escolas secundárias, vamos também melhorar o parque escolar das escolas do primeiro ciclo, bem como, dotar algumas destas escolas de cobertura nos seus polidesportivos, atualmente descobertos.

Na área das acessibilidades a aposta de retomar as obras das vias expresso, foi claramente uma aposta ganha. Estas obras avançam a bom ritmo e a população anseia pela sua conclusão, encurtando os trajetos e tornando-os mais seguros.

A Via Expresso entre a ribeira de São Jorge e o Arco de São Jorge vai para o terreno com a realização das respetivas sondagens geotécnicas ainda no próximo semestre, e a obra será mesmo para avançar. Uma vez mais, dignificando o trabalho e o investimento já efetuado nesta infraestrutura.

Para 2019 estão ainda diversas obras hidráulicas, dando continuidade assim ao esforço de dotar a Madeira de melhores infraestruturas hidráulicas através da canalizações e regularizações das linhas de água mais importantes, como acontecerá nas ribeiras de Santa Luzia e da Madalena do Mar, intervenções estas que estarão no terreno no princípio do próximo ano. Obras que trarão maior segurança às pessoas e resiliência ao território.

Igualmente com o objetivo de promover a segurança junto das populações, continuará a aposta na consolidação de taludes e escarpas, como acontecerá na marginal da Calheta onde as obras vão avançar em janeiro, e no acesso ao Jardim do Mar, cujo concurso para obra tem o seu lançamento previsto para muito breve.

Ao nível do Património, destaque para os vários trabalhos de beneficiação levados a cabo este ano pela PATRIRAM, Titularidade e Gestão de Património Público Regional, quer no Museu Vicentes, quer no Museu Quinta das Cruzes, mas também para as intervenções que serão realizadas em 2019, com especial enfoque na recuperação do edifício da antiga fábrica de bordados “Casa Americana” (para albergar serviços afetos à Secretaria Regional da Educação) e para a recuperação da Quinta Magnólia.

Não menos importante foi também a já concluída obra de beneficiação e ampliação do “antigo Lar do Estudante”, edifício que irá a sede da Secretaria Regional da Saúde.