Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Reabilitação de interiores do Hospital dos Marmeleiros avança em julho

Foi celebrado esta semana o contrato para a execução da empreitada de reabilitação de interiores do Hospital dos Marmeleiros, que irá corresponder a um investimento de 1.827.438,00 € (IVA Incluído). 18-05-2020 Equipamentos e Infraestruturas
Reabilitação de interiores do Hospital dos Marmeleiros avança em julho

O Governo Regional, através da Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas (SREI), celebrou, esta semana, contrato para a execução da empreitada de reabilitação de interiores do Hospital dos Marmeleiros, que irá corresponder a um investimento de 1.497.900,00 € (1.827.438,00 €, já com IVA). Esta intervenção será executada num prazo máximo de 20 meses e deverá arrancar em julho, depois de o contrato ser aprovado pelo Tribunal de Contas.


O Hospital dos Marmeleiros, onde há cerca de 90 anos são desempenhados serviços de saúde na Madeira, possui uma área bruta de cerca de 10 000 m2, divididos em sete pisos, tendo sido intervencionado recentemente no exterior, através da recuperação das fachadas e coberturas. De acordo com o planeado, a SREI inicia agora a intervenção de recuperação do interior do edifício, englobando trabalhos de remoção e substituição de revestimentos de tetos e pavimentos, reabilitação das instalações sanitárias de doentes, incluindo novas redes de abastecimento de água quente e fria e rede de esgotos, recuperação de portas interiores e ainda a reabilitação das áreas de sujos e limpos.


“Esta é uma intervenção prevista no Programa do Governo para este ano, visando uma infraestrutura de saúde com longos anos de história neste setor e que necessitava de intervenções que garantissem mais segurança e qualidade aos seus profissionais e utentes”, refere o Secretário Regional de Equipamentos e Infraestruturas, Pedro Fino.


Para este contrato público houve seis empresas candidatas (Tecnovia Madeira, Sociedade de Empreitadas S.A.; SOCICORREIA - Engenharia S.A., RIM – Engenharia e Construções S.A., AFAVIAS – Engenharia e Construções S.A., JOSÉ AVELINO PINTO, Construção e Engenharia S.A. e Alberto Couto Alves, S.A.). Destas seis, três apresentaram propostas (Tecnovia Madeira, Sociedade de Empreitadas S.A.; SOCICORREIA - Engenharia S.A., RIM – Engenharia e Construções S.A.), sendo que a obra foi contratualizada com a RIM – Engenharia e Construções S.A.).

 

Uma vez concluída a intervenção, que foi programada para ser executada faseadamente, por forma a reduzir os transtornos e incómodos com ela provocados, pretende-se beneficiar a qualidade, conforto e segurança não só dos utentes desta infraestrutura de saúde pública da Região como também de todos os profissionais que lhe estão afetos.


Anexos

Descritores