Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Governo Regional avança com projeto para reformulação do Nó do Cortado, em Santana, para aumentar operacionalidade

Esta obra irá garantir uma melhor acessibilidade a diversos locais na cidade de Santana, bem como uma maior mobilidade interna, facilitando as deslocações a quem mora neste concelho, bem como a quem o visita 04-03-2021 Equipamentos e Infraestruturas
Governo Regional avança com projeto para reformulação do Nó do Cortado, em Santana, para aumentar operacionalidade

O projeto de reformulação do Nó do Cortado tem por principal objetivo incrementar a operacionalidade do nó de ligação, dotando-o das ligações rodoviárias que garantam todos os possíveis movimentos de permuta de tráfego com a Via Expresso 1 (VE1), isto é, além dos movimentos de entrada e de saída da VE1 atualmente assegurados por ramos unidirecionais, a presente reformulação visa concretizar as ligações que permitam a inserção na VE1 no sentido Faial-Santana, para o tráfego proveniente da Achada de Santo António e da Achada de Simão Alves, e a saída da VE1 no sentido Santana-Faial, para o tráfego com destino àqueles locais na cidade de Santana.
 

As alterações propostas desenvolvem-se apenas no concelho de Santana e foram pensadas de forma a aproveitar as vias e infraestruturas existentes. Para além do aproveitamento da maioria das plataformas existentes, o estudo do traçado geométrico em planta e perfil longitudinal foi acompanhado de soluções geotécnicas que permitam o agravamento dos taludes de forma a reduzir a faixa de ocupação e consequentemente a redução dos terrenos a expropriar.
 

A estimativa orçamental aponta para um valor de obra de 600.000,00€. Este ano será desenvolvido o projeto, sendo que se perspetiva o arranque da empreitada para 2022.
 

“Esta obra irá garantir uma melhor acessibilidade a diversos locais na cidade de Santana, bem como uma maior mobilidade interna, facilitando as deslocações a quem mora neste concelho, bem como a quem o visita”, explica o Secretário Regional de Equipamentos e Infraestruturas, Pedro Fino.


Anexos

Descritores