Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Recuperação do Emprego é prioridade

O secretário regional das Finanças, Rogério Gouveia defendeu, esta tarde, que o Governo Regional assumiu como prioridade a recuperação do emprego, que se faz quer por via das políticas ativas de emprego adotadas, quer através da manutenção do esforço em termos de investimento público, impulsionador de mais oportunidades às empresas e de mais oportunidades de emprego na Região. 25-03-2022 Finanças
Recuperação do Emprego é prioridade

O governante falava durante a sessão de encerramento do Webinar para apresentação da “Avaliação do Impacto das Medidas de Emprego apoiadas pelo Programa Operacional MADEIRA 14-20”. Uma iniciativa que o responsável pela coordenação dos fundos europeus considerou de grande interesse social, mas também de importância institucional, na perspetiva da prestação de contas e da transparência daquilo que está a ser feito com o financiamento europeu em prol do desenvolvimento da Região e, na mesma lógica, para a tomada de decisões em torno da continuidade ou de eventuais ajustamentos nas medidas de política avaliadas.

“Há, naturalmente, algumas recomendações, sobre as quais vamos trabalhar, mas este estudo comprova que o Madeira 14-20 está fortemente alinhado com a estratégia do Governo Regional no que à matéria de emprego, formação e inclusão social diz respeito, articulando o contributo do cofinanciamento comunitário com o quadro global de políticas em aplicação na Região para reduzir a incidência do desemprego nos jovens e promover o acesso ao emprego a todos os cidadãos”, realçou o secretário regional.

Na ocasião, o governante avançou que as medidas de incentivo à empregabilidade continuam a assumir um papel estruturante, comprovado pela contínua inclusão de medidas de emprego inscritas no Orçamento Regional que, para 2022, ascendem a cerca de 22 milhões de euros.

Uma evidência que, de acordo com Rogério Gouveia é também confirmada pelas estatísticas de emprego, que revelam que o desemprego registado na Região tem vindo a diminuir há 11 meses consecutivos.

“No final de fevereiro de 2022, estavam inscritos 14.443 desempregados no Instituto de Emprego da Madeira (IEM). Comparativamente a fevereiro de 2021, contam-se menos 5.888 desempregados na RAM, o que corresponde a um decréscimo de 29,0%”, destacou.

De acordo com o secretário regional, também o desemprego jovem regista um decréscimo, sendo que no final de fevereiro, estavam inscritos 1.674 jovens no IEM, ou seja, menos 38,4% de jovens desempregados face a fevereiro de 2021.