Mercearias Sociais já apoiaram 141 famílias num total de 29 toneladas de alimentos

No âmbito do projeto-piloto de criação de Mercearias Sociais gerido pelo Banco Alimentar Contra a Fome, em parceria com a Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais (SRIAS), foram já entregues a 141 famílias, um total de 29 toneladas de alimentos. 13-07-2018 Inclusão e Assuntos Sociais
Mercearias Sociais já apoiaram 141 famílias num total de 29 toneladas de alimentos

O anúncio foi feito pela Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, Dra. Rita Andrade, em declarações à comunicação social durante uma reunião de balanço sobre o trabalho desenvolvido pelas mercearias sociais junto da população, nomeadamente no Bairro do Hospital, através da Associação Luís de Camões e no Bairro da Ribeira Grande, através da Associação de Desenvolvimento de Santo António.

 “Hoje avaliamos o que fizemos e perspectivas de futuro”, destacou a governante, aproveitando a ocasião para anunciar que “haverá condições de duas novas instituições se juntarem e poderem abraçar este projecto das mercearias sociais, designadamente a Presença Feminina e a Casa do Povo de Água de Pena, que seria a primeira fora do Funchal, mais precisamente em Machico e funcionando no Bairro da Bemposta

O objetivo da mercearia social é dar mais dignidade às famílias, libertando-as da pressão social de se dirigir a instituições de apoio, podendo numa lógica de proximidade (no seu bairro) estar num espaço onde podem selecionar os produtos de acordo com as suas preferências e necessidades, e baseia-se num sistema de créditos por família, de acordo com as características do agregado familiar e as necessidades de cada família.

Refira-se que as mercearias sociais são abastecidas por donativos, graças a diversas parcerias regionais existentes contra o desperdício alimentar.


Anexos

Descritores