Governo Regional aumenta número de camas e reforça apoio domiciliário

No âmbito das comemorações do Dia Internacional do Idoso que se assinala a 1 de outubro, a Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, Rita Andrade, destacou o trabalho que tem sido desenvolvido pelo Governo Regional no que concerne à proteção e valorização da pessoa idosa. 02-10-2018 Inclusão e Assuntos Sociais
Governo Regional aumenta número de camas e reforça apoio domiciliário

Na sessão comemorativa que teve lugar no auditório do Instituto de Segurança Social da Madeira, sob o tema: “Idosos Informados, Cidadãos Ativos e Participativos”, a Secretária Regional com a tutela da Segurança Social referiu que pretende-se, com este dia, “criar um momento de pausa que nos permita refletir, trocar conhecimento e perspetivar novas formas de atuar perante o fenómeno do Envelhecimento Populacional”.


91% do Plano Regional de Envelhecimento Ativo 2016-2019 já se encontra implementado


O Governo Regional tem vindo a atuar, incluindo no seu Programa de Governo, objetivos estratégicos de Valorização e Proteção da População Idosa, em que se incluem diversas medidas, como a conceção do Plano Regional de Envelhecimento Ativo 2016-2019, atualmente com 91% de implementação.

Este plano vê hoje concretizada mais uma das suas medidas, com a apresentação do “Guia de Cidadania da Pessoa Idosa”. Um guia que tem como objetivo dar a conhecer os direitos das pessoas idosas e a importância do seu exercício na escolha das respostas sociais existentes, privilegiando a resposta e escolha, no verdadeiro sentido da palavra, da gestão da sua própria vida.

 

Aumento de número de camas e reforço do apoio domiciliário


O ano passado, na Região Autónoma da Madeira, o número de integrações em Estruturas residenciais para pessoas idosas foi de 248. Este ano, o número de integrações foi de 173 durante o 1.º semestre. Se compararmos os primeiros 6 meses de 2018 com o período homólogo do ano passado, verificamos que há um aumento de 63,2% (+67), nas integrações feitas em Estruturas residenciais para idosos.

 

Uma realidade que acontece, sobretudo, devido ao aumento do número de camas, revelando um grande esforço e preocupação do Governo Regional.

 

Sobre o reforço ao apoio domiciliário, Rita Andrade, destacou o facto deste apoio chegar a “3.477 idosos, bem como, alargamos o sistema de alerta integrado aos idosos que vivem sós, e reforçámos a ação dos cuidadores informais, sendo que hoje são já apoiados 301 cuidadores”.

 

Existem ainda outros tipos de apoios, através do fornecimento de refeições ao domicílio, serviço de lavandaria, o Complemento Solidário para Idosos, que beneficia 3.186 idosos, e Bancos de Ajudas Técnicas.

 

“Por tudo o que foi referido, este dia é fundamental para despertar a atenção e garantir que continuamos todos, em conjunto, a refletir sobre o Envelhecimento e sobre as novas respostas sociais para a população idosa, providas de qualidade, dignidade e segurança, que permitam uma adaptação contínua às necessidades emergentes da população residente em Estruturas Residenciais, e também daqueles que preferem manter-se nos seus domicílios”, finalizou Rita Andrade, Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais.

 

 


Anexos

Descritores