Desemprego atinge valor mais baixo registado desde setembro de 2011

No final do mês de agosto de 2017 o desemprego registado apresenta uma diminuição de 16,8% face ao mês homólogo, passando para 17.274 inscritos, cerca de menos 3.500 inscritos do que no mesmo mês do ano anterior. 19-09-2017 Inclusão e Assuntos Sociais
Desemprego atinge valor mais baixo registado desde setembro de 2011

Este é o valor mais baixo registado desde o final de setembro de 2011 (17.381), contando menos 5.176 inscritos do que o volume do mês de agosto de 2013 (-23,1%).

Para a redução do desemprego registado contribuiu a diminuição do número de novas inscrições de desempregados e o aumento do número de desempregados inseridos no mercado de trabalho ou integrados em programas de emprego.

Mantêm-se assim claros sinais positivos em 2017, com uma redução de 1,2% no número de inscrições por desempregados desde o início do ano, face ao mesmo período homólogo, com um crescimento de 3,3% do número de desempregados inseridos no mercado de trabalho e um crescimento de 7,9% dos inseridos em programas de emprego.

Já em relação às medidas activas de emprego, foram abrangidos 4.212 desempregados até final de Agosto. Ou seja: uma subida de 7,9% e 24,9%, em relação ao mesmo período de 2016 e 2015, respectivamente. Um aumento que corresponde a 832 jovens e 2.765 desempregados de longa duração abrangidos nas várias medidas de emprego levadas a cabo pelo IEM.

Como resultado das medidas de incentivo à contratação e de estímulo ao empreendedorismo este ano foram aprovados, até final de Agosto, 492 novos postos de trabalho, contra as 970 candidaturas que deram entrada nos serviços do IEM.

Assim, para além da integração no mercado de trabalho, a intervenção do IEM tem também sido crescente, quer no aumento do número de abrangidos em programas de emprego, quer no número de utentes que beneficiaram de serviços de avaliação, orientação e acompanhamento profissional.


No que diz respeito às medidas ativas de emprego, até ao final de agosto de 2017 foram abrangidos 4.212 desempregados nas diversas medidas de emprego desenvolvidas pelo IEM (+7,9% em relação ao mesmo período de 2016 e +24,9% face ao mesmo período de 2015), que foram adaptadas para dar uma melhor resposta aos jovens (832 abrangidos), aos desempregados de longa duração (2.765 abrangidos) e de modo a fomentar a criação de emprego na economia regional (351 prémios criação líquida de emprego pagos).

 


Anexos

Descritores