Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Número de desempregados continua a descer na Região

O desemprego registado na Região Autónoma da Madeira fixou-se em 14.925 inscritos no final do mês de agosto de 2019. Este número representa menos 46 inscritos do que no fim do mês anterior (-0,3%) e menos 905 desempregados do que em agosto de 2018 (-5,7%). 20-09-2019 Inclusão e Assuntos Sociais
Número de desempregados continua a descer na Região

As regiões do Continente apresentaram todas um aumento do desemprego face ao mês anterior.

O arquipélago apresenta um bom desempenho face à média nacional no número de novas inscrições de desempregados, quer face ao mês anterior quer comparativamente ao mês homólogo.

O número de inscrições no mês passado apresenta um decréscimo de 11,2% face ao passado mês de julho e de -13,2% face a agosto de 2018 (o 2.º maior decréscimo entre as regiões), o que permite antever a manutenção da tendência decrescente na região nos próximos meses, apesar do fim do efeito sazonal positivo associado ao verão.

Entre os inscritos no fim do mês contavam-se 1.250 candidatos provenientes da Venezuela, o que corresponde também a uma redução face ao mês anterior (-4 inscritos), mas continua a representar um aumento significativo face ao número que se registou no mês homólogo (+10,3%; 1.133 inscritos em agosto de 2018) e em agosto de 2017 (746 inscritos).

Ao longo de 2019, registaram-se 980 inscrições de oriundos da Venezuela, correspondendo a uma média de 123 inscrições por mês. Este número, embora elevado, é inferior ao do período homólogo (160 inscrições / mês), denotando uma redução do afluxo de oriundos da Venezuela aos serviços de emprego da região.

Feitas as contas, desde 2016, o desemprego registado de pessoas vindas da Venezuela totaliza 4.862 pessoas sendo que 1.272 continuam com inscrições ativas.

Observando um período mais alargado, constatamos que o mês de agosto de 2019 apresenta o menor volume de desemprego registado neste mês desde 2010, e corresponde a menos 7.525 desempregados (-34%) do que o valor do mês de agosto de 2013 (22.450), o mês de agosto mais elevado na última década.

Em termos gerais, a diminuição do desemprego teve reflexo em quase todas as vertentes de caraterização, destacando-se a diminuição homóloga do número de jovens com menos de 25 anos (-192 inscritos; -10,7%) e, complementarmente, de candidatos à procura do primeiro emprego (-180 inscritos; -12,9%). Esta redução teve origem no setor secundário (-441 desempregados; -16,0%) e terciário (-326 inscritos; -2,9%) enquanto apenas se verificou um aumento no número de ex-profissionais do setor primário “Agricultura, pecuária, caça, silvicultura e pesca” (+42 inscritos; +15,6%)

Importa salientar ainda a redução significativa do desemprego de longa duração (-405 inscritos; -4,8%) e do desemprego com baixas qualificações, contando-se menos 919 desempregados com habilitações iguais ou inferiores ao 2º ciclo, o 6º ano de escolaridade (-12,0%).


Anexos

Descritores