Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Primeiro atum rabilho do ano pesa 284 quilos

Governo Regional quer valorizar mais uma espécie com muita procura. 04-01-2023 Mar e Pescas
Primeiro atum rabilho do ano pesa 284 quilos

O primeiro atum rabilho do ano foi descarregado esta terça-feira na Lota do Funchal. Com 2,54 metros de comprimento e pesando 284 quilos, o atum foi adquirido por 3.396 euros, para ser comercializado na praça de peixe do Mercado dos Lavradores.

 

A captura foi feita pela embarcação ´Débora Marisa’, ao largo do Cabo Girão, o momento da descarga juntou dezenas de curiosos junto à Lota. “É já uma tradição que a captura do primeiro atum rabilho do ano seja assinalada, porque é um peixe imponente e com grande valor comercial”, explicou o Secretário Regional de Mar e Pescas, Teófilo Cunha, que acompanhou a descarga.

 

No ano passado, até ao final de novembro, foram descarregados nos portos regionais 97,451 toneladas de atum rabilho. Um aumento de 1,85% em relação a 2021, e que representou uma faturação de 806 mil euros relativo à primeira venda em lota. Um crescimento de 55,46% sobre o valor registado em 2021. Em 2022, o recorde de captura foi estabelecido por um atum rabilho com 418 quilos.

 

“Queremos aumentar a cadeia de valor deste pescado, para trazer mais rendimentos aos pescadores e armadores. Sabemos que é um peixe bastante valorizado lá fora, e estamos atentos às oportunidades”, disse Teófilo Cunha.

 

A quota anual de atum rabilho ronda as 200 toneladas, dividida em partes sensivelmente iguais entre a Madeira e os Açores. Nos últimos anos, só em 2020 é que esse valor foi atingido pela frota regional, num ano em que foram capturadas 111,110 toneladas.

 

A pesca de atum rabilho obedece a dois momentos. O primeiro, o atual, é o da pesca acessória ou acidental, em que qualquer embarcação está autorizada a fazer. Mesmo assim, está condicionada a uma descarga por dia e obrigada a avançar com contrapartidas, que passam pela captura de outras espécies. No final do ano, o atum rabilho capturado em pesca acessória, não pode ultrapassar os 20% do total da quantidade de pescado descarregado por essa embarcação. O segundo momento, que ainda não abriu, é o da pesca dirigida, na qual só podem participar embarcações autorizadas, recorrendo à arte de salto e vara. 


Anexos

Descritores