Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

“As pessoas podem pertencer a partidos diferentes mas o mar é só um”

O secretário regional de Mar e Pescas recebeu os representantes do movimento ambientalista “Salvemos a qualidade do mar” 11-12-2019 Mar e Pescas
 “As pessoas podem pertencer a partidos diferentes mas o mar é só um”

As pessoas podem pertencer a partidos diferentes, mas o mar é apenas um - ideia expressa pelo secretário regional de Mar e Pescas, Teófilo Cunha, ao movimento ambientalista “Salvemos a qualidade do mar”, liderado por Jacinto Gouveia, estimulando à participação cívica, durante um encontro com o governante para dar a conhecer os propósitos do grupo.

O movimento nasceu há quatro anos, mas esta foi a primeira vez que se reuniu com o Governo Regional, a quem manifestaram disponibilidade para contribuir, de forma voluntária e desinteressada, para a qualidade da água do mar e das zonas costeiras.

Esta organização cívica tem cerca de 4.000 seguidores na rede social Facebook. O movimento emanou, de forma espontânea, de dentro da sociedade madeirense, a partir de um grupo de pessoas preocupadas com os problemas ambientais, lideradas por Jacinto Gouveia.

No encontro com o secretário regional de Mar e Pescas, Teófilo Cunha, e o director regional de Pescas, Rui Fernandes, o dirigente associativo disse que a orientação do movimento não é “apontar o dedo ou criticar” porque “todos somos culpados pela poluição do Mar”, mas “actuar em prol da qualidade do nosso mar”, referiu, para se prontificar: “Podem contar connosco.”

Teófilo Cunha louvou o “sentido de responsabilidade e cidadania” do grupo, alertou para que “não se deixem levar por pessoas que se aproveitam dos movimentos para fazerem política” e agradeceu em nome do Governo Regional o espírito de “iniciativa desinteressada”, em defesa de uma causa que é de todos: o combate à poluição marítima.

Iolanda Silva e Rita Lucília Gonçalves, ambas professoras, também integram o movimento.

 


Anexos

Descritores