Serviço de Saúde contrata anestesistas do quadro para reforçar capacidade de resposta do bloco operatório

Apesar da escassez dos recursos humanos, o secretário enalteceu a capacidade de resposta por parte dos profissionais do Serviço de Anestesiologia, no qual 60% dos médicos afetos ao seu serviço têm mais de 50 anos. 10-10-2018 Saúde
Serviço de Saúde contrata anestesistas do quadro para reforçar capacidade de resposta do bloco operatório Em 2019, o Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira vai poder contratar para produção adicional, os anestesistas do quadro clínico da instituição, com vista a reforçar a capacidade de resposta do bloco operatório e, desta forma reduzir as listas de espera para cirurgia.
Esta foi uma das medidas apresentada pelo secretário regional da Saúde, Pedro Ramos no decorrer da reunião, que manteve na passada segunda- feira com os profissionais do  serviço de anestesiologia, no âmbito da sua politica de proximidade em que tem reunido com vários serviços clínicos hospitalares. A medida foi destacada como sendo muito positiva, por parte dos médicos anestesistas.
Ciente das dificuldades relacionadas com a escassez de recursos humanos nesta área, Pedro Ramos, anunciou ainda, que até ao final do ano de 2019, pretende abrir mais um concurso para 1 anestesista.  O governante recordou também algumas das medidas levadas a cabo nos últimos 2 anos para fazer face ao número reduzido de médicos anestesistas. Só este ano, o SESARAM já abriu 1 concurso de recrutamento, mas infelizmente ficou deserto, referindo que o problema da escassez de anestesistas não é exclusivo da Região, é um problema nacional.
Apesar da escassez dos recursos humanos, o secretário enalteceu a capacidade de resposta por parte dos profissionais do Serviço de Anestesiologia,  no qual 60% dos médicos afetos ao seu serviço têm mais de 50 anos.
Pedro Ramos lembrou, por outro lado, que as obras do bloco de obstetrícia estão a ser concluídas e até ao final do mês de Outubro será inaugurado o novo espaço.  
As obras do bloco operatório central terão início em breve. Para esta fase estão a ser equacionadas várias soluções, nomeadamente a transferência da atividade do bloco operatório central para as salas do espaço da cirurgia de ambulatório. 
O Serviço de Anestesiologia colabora com mais de dez  áreas clínicas do Serviço de Saúde. Para além de assegurar o serviço de urgência, a atividade no bloco operatório e na Unidade de Cirurgia de Ambulatório, o médico anestesista do SESARAM presta cuidados médicos gerais e especializados, necessários para que os doentes sejam submetidos a intervenções cirúrgicas, de diagnóstico, terapêutica, ou trabalho de parto com o mínimo de risco, de dor ou desconforto. 
Para assegurar estas atividades clínicas, o Serviço conta, atualmente, com 19 médicos especialistas e 4 médicos internos. 
 Todas estas atividades clínicas por parte do Serviço de Anestesiologia no SESARAM são desenvolvidas por 19 médicos especialistas, tendo o diretor de serviço, Eugénio Mendonça referido que seriam necessários 28 a 30 médicos anestesistas.