Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Rastreio à Retinopatia Diabética no concelho de Santana

A Diabetes é a principal causa de cegueira nos países desenvolvidos. O diagnóstico e tratamento atempado da Retinopatia Diabética podem evitar esta patologia. O rastreio da Retinopatia Diabética está inserido no Programa Regional de Controlo da Diabetes na RAM. 10-09-2021 Saúde e Proteção Civil
Rastreio à Retinopatia Diabética no concelho de Santana

O programa de rastreio à Retinopatia Diabética vai ter início no concelho de Santana no dia 13 de setembro de 2021.

 

A calendarização é a abaixo apresentada, prevendo-se uma adesão superior a 70% das pessoas com Diabetes convocadas para este rastreio, que se deslocará  a todos os concelhos  da Região, incluindo o Porto Santo.

 

A Diabetes é a principal causa de cegueira nos países desenvolvidos. O diagnóstico e tratamento atempado da Retinopatia Diabética podem evitar esta patologia. O rastreio da Retinopatia Diabética está inserido no Programa Regional de Controlo da Diabetes na RAM.

 

Este exame tem a vantagem de poder ser efetuado próximo do local onde vivem e trabalham os diabéticos, revelando também uma fácil adesão da parte das pessoas, através da unidade móvel com retinógrafo.

 

Assim, a sequência de freguesias e previsão aproximada para a realização do rastreio no concelho de Santana é a seguinte:

São Roque do Faial - 13/09/2021 – 09h30-12h30/13h30-15h00

Faial – 14/09/2021 a 17/09/2021 - 09h30-12h30/13h30-15h00

Santana (Ilha) – 20/09/2021 a 28/09/2021 – 09h30-12h30/13h30-15h00

São Jorge – 29/09/2021 a 04/10/2021 – 09h30-12h30/13h30-15h00

Arco de São Jorge – 06/10/2021 – 09h30-12h30/13h30-15h00

 

O rastreio sistemático da Retinopatia Diabética iniciou-se na RAM em 2007 e tem sido  fundamental na detecção precoce  e no tratamento atempado. Tem permitido igualmente uma melhor gestão da consulta de Retina Médica (Diabetes Ocular). Permitiu ampliar  também a informação aos pacientes diabéticos de que os olhos são um órgão alvo da sua doença e que é possível ver bem, associado à patologia ocular.