Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Governo Regional investe na formação de jovens médicos 

No dia 4 de agosto, foi formalizada a assinatura de um contrato programa com a Universidade da Madeira, para o financiamento de mais uma verba no valor de 200 mil euros para consolidar o Ciclo Básico do Mestrado Integrado em Medicina na Região Autónoma da Madeira e a sua extensão ao 3.º ano do MIM.  04-08-2022 Saúde e Proteção Civil
Governo Regional investe na formação de jovens médicos 

O Governo Regional, através da Secretaria Regional de Saúde e Proteção Civil, formalizou, no 4 de agosto, a assinatura de um contrato programa com a Universidade da Madeira, para o financiamento de mais uma verba no valor de 200 mil euros para consolidar o Ciclo Básico do Mestrado Integrado em Medicina na Região Autónoma da Madeira e a sua extensão ao 3.º ano do MIM. 

 

Na ocasião, o responsável pela tutela da Saúde na região afirmou que este apoio irá contribuir para assegurar as condições adequadas para “promover a formação e diferenciação dos estudantes, a investigação e a inovação, e assim contribuir para uma melhoria e para o desenvolvimento social, económico e cultural da nossa região”.  

 

De referir que o Governo Regional iniciou esta cooperação com a Universidade da Madeira já em 2018, um apoio financeiro que vai atingir 960 mil euros em cinco anos. Este apoio do Governo Regional constitui um importante investimento na formação dos jovens médicos e contribui para assegurar as condições de consolidação e de fixação na RAM, “uma vez que 40% dos jovens médicos que já passaram pela Universidade da Madeira optaram por realizar o seu internato médico no Serviço de Saúde da RAM, onde muitos deles decidiram fazer o seu percurso profissional”. 

 

Recorde-se que o início dos dois primeiros anos do Ciclo Básico do Curso de Medicina na Madeira remonta ao ano 2004 e o 3.º ano teve o seu arranque em 2021. Quanto ao futuro, Pedro Ramos considera que o novo Hospital Central e Universitário da Madeira será um forte contributo para o início do 4º e 5º ano da licenciatura na região. 

 

À margem da cerimónia, o governante deixou ainda uma mensagem dirigida aos Colégios de Especialidade no sentido de repensarem o número de vagas anuais disponibilizadas, para captar os profissionais e “impedir a sua migração do sistema público para o sistema privado”. 

 

A formalização do contrato programa decorreu na Sala Pátio 1, das instalações Reitoria da Universidade da Madeira, com a presença do secretário regional de Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, do Magnífico Reitor da Universidade da Madeira, Sílvio Fernandes, entre outros convidados da área da Saúde e do Ensino.