Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Madeira vai ter programa de rastreio do cancro do colo do útero

O cancro do colo do útero é uma patologia com elevada prevalência e o rastreio tem como objetivo a deteção e o diagnóstico precoce, aumentando a sobrevida das mulheres diagnosticadas com este problema. 23-03-2017 Saúde e Proteção Civil
Madeira vai ter programa de rastreio do cancro do colo do útero A Madeira vai assegurar a detecção e o diagnóstico precoce do cancro do colo do útero às mulheres entre os 30 e os 65 anos de idade, através da implementação de um programa de rastreio do cancro do colo útero no Serviço Regional de Saúde. A medida tem sido analisada em reuniões mantidas entre o secretário regional da Saúde, o IASAÚDE,  os especialistas da área da ginecologia, da anatomia patológica, a coordenadora dos cuidados primários e os seus assessores para esta área e cuidados hospitalares. 
A 2º reunião teve lugar hoje, na qual ficou decidido que a secretaria irá nomear uma comissão executiva para a implementação deste  programa. Esta comissão deverá reunir já, no próximo dia 20 de Abril, para a apresentação da metodologia de intervenção. 
O cancro do colo do útero é uma patologia com elevada prevalência e o rastreio tem como objetivo a deteção e o diagnóstico precoce, aumentando a sobrevida das mulheres diagnosticadas com este problema.