Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Visita em dois hospitais da Madeira suspensas por 10 dias

No decorrer desta suspensão serão assegurados os contactos com os familiares dos utentes pelas equipas médicas e de enfermagem. 11-12-2020 Saúde e Proteção Civil
Visita em dois hospitais da Madeira suspensas por 10 dias

O SESARAM informa que no cumprimento do Plano de Contingência, a partir de hoje, e pelo período de 10 dias, estão suspensas as visitas no Hospital dos Marmeleiros e no Hospital João de Almada, decorrente da necessidade de rastreio aos profissionais e utentes destas duas unidades.

Para além destes, também os familiares de referência serão testados para o SARS-CoV-2.

No decorrer desta suspensão serão assegurados os contactos com os familiares dos utentes pelas equipas médicas e de enfermagem.

Poderá ser ainda usada a Linha do Idoso (969 320 822) para obter informações, no caso do Hospital dos Marmeleiros.

No que concerne ao Hospital João de Almada, deverá ser contactada a unidade hospitalar através do número 291 780 300.

 

Mais informamos que a partir do dia 14 de dezembro entra em vigor a normativa de visitas ao Hospital Nélio Mendonça, nos seguintes termos:

1. Só é permitida a visita diária do familiar de referência aos doentes internados por um período superior a 6 dias, ficando interditas visitas até ao 6º dia, inclusive.

2. Constituem exceções ao ponto anterior:

-Serviço de Medicina Intensiva,

-UTIC, UCICT

- Unidade AVC

- Unidade de Neutropénias,

- Unidades de Cuidados Intermédios,

- Unidade de Cuidados Paliativos,

- UCINP

- Pediatria

- Serviço de obstetrícia (Grávidas, Sala de partos, Puérperas)

- E doentes em cuidados de fim de vida.

Nestes Serviços ou Unidades serão aplicadas normas específicas propostas pelos Diretores de Serviço/Enf. Gestores e validadas pelas Direções Técnicas.

 

3. Os doentes em internamento de longa duração/ alta clínica e ainda internamentos integrados na REDE (São Vicente, Calheta, Santana, Santo António, Hospital João de Almada) passarão a ter apenas 1 (uma) visita semanal do familiar de referência, com marcação prévia, em articulação com a equipa de enfermagem ou equipa responsável na unidade.

 

4. Todos os familiares de referência, para visita aos doentes agudos, terão de realizar teste SARS-CoV-2 ao 6º dia de internamento do utente/antes da primeira visita, repetindo semanalmente enquanto durar o internamento.

5. Operacionalização:

    a. A identificação do familiar de referência será feita pela equipa de enfermagem.

    b. O apoio administrativo do Serviço procederá à marcação do teste do familiar, seguindo a metodologia já em curso para doentes admitidos para procedimentos cirúrgicos ou exames, vindos do exterior.

    c. Após confirmação do resultado negativo do teste SARS-CoV-2, o familiar será informado.

 


Anexos

Descritores