Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Protocolo garante nove concertos da Associação Orquestra Clássica da Madeira

Secretaria Regional de Turismo e Cultura atribui em 2022, 7.500 euros a projeto da AOCM 03-05-2022 Turismo e Cultura
Protocolo garante nove concertos da Associação Orquestra Clássica da Madeira

No corrente ano, o Governo Regional através da Secretaria Regional de Turismo e Cultura (Direção Regional da Cultura) volta a apoiar a Associação Orquestra Clássica da Madeira (AOCM) com 7.500 euros. O valor atribuído, através de um protocolo de desenvolvimento e cooperação tem como objetivo ajudar a AOCM a dar continuidade ao projeto iniciado em 2021: Projeto de Divulgação da Música Barroca e a sua integração com o Património Histórico e Arquitetónico da Madeira. Trata-se de um ciclo de concertos de música barroca decorrer em igrejas, museus e palácios da Madeira, tendo por intuito divulgar aquele tipo de música, mas também o património histórico e arquitetónico da Região Autónoma da Madeira.

 

Para 2022 estão previstos nove concertos, que visam orientar e educar o público madeirense, usufruidor de música erudita, a compreender e apreciar a música dos séculos XVII e XVIII, numa perspetiva o mais perto possível de como era concebida na altura da sua produção.

 

O secretário regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, que, juntamente com a diretora regional da Cultura, Teresa Brazão, oficializaram o protocolo com a AOCM, na pessoa do seu presidente, Lâszlo Szepesi, sublinhou que o projeto apoiado contribui sobejamente para a promoção e divulgação da música erudita e dos músicos que na Região se dedicam a esta arte. “A Associação Orquestra Clássica da Madeira tem vindo, ao longo dos anos, a desenvolver um importante trabalho ao nível da divulgação da música clássica e erudita, contribuindo para a educação do público e sobretudo para o enriquecimento da oferta cultural na Região”, sublinhou o governante, acrescentando que o Governo Regional continuará a apoiar projetos que, como estes, contribuam para uma política cultural descentralizada, suscitando o aparecimento de novos públicos.


Anexos

Descritores