Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Joana Machado encerra “Concertos de Verão”

Atuação que se realiza a 9 de setembro na Quinta Magnólia é a última do ciclo de concertos promovido pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura 08-09-2022 Turismo e Cultura
Joana Machado encerra “Concertos de Verão”

É já na próxima sexta-feira, dia 9 de setembro, que se realiza o último espetáculo no âmbito do ciclo “Concertos de Verão”, promovido pela Secretaria Regional do Turismo e Cultura, através da Direção Regional da Cultura. Tratou-se de um programa que integra as comemorações do 1.º Centenário do falecimento do beato Carlos d´Áustria e que é composto por sete concertos, de conhecidos nomes do panorama musical regional em cinco locais de referência, de quatro concelhos da Madeira.

 

Recorde-se que este ciclo se iniciou no passado dia 5 de agosto, no Solar do Aposento, com os Walking Grooves. Seguiu-se Sofia Almeida, na Quinta Magnólia, Marta Rodrigues no Museu Etnográfico da Madeira, os Black Dogs Blue Band no Cais de Câmara de Lobos, os Fennel Shore & Petra Gomes novamente na Quinta Magnólia e Tiago Sena Silva e Juliana Anjo no Museu de Fotografia da Madeira – Atelier Vicentes.

 

O último concerto deste programa terá lugar na Quinta Magnólia, no Funchal, e será protagonizado por Joana Machado, conhecida voz do Jazz nacional e que, nesta atuação se apresenta em palco com Óscar Graça (piano, teclados e eletrónica, vozes) e Joel Silva (bateria, pad, vozes).

 

Sobre “Velocidade”, o mais recente trabalho de Joana Machado e que será apresentado neste concerto na Quinta Magnólia, Marta Hugon escreveu: “Ouvi-la é ter a confirmação de uma voz maior, há muito reconhecida por quem se movimenta no território do Jazz mas, acima de tudo, testemunhar um manifesto sonoro liberto de espartilhos estilísticos, que abraça descomplexadamente o grande público. Joana Machado interpreta e assina as composições e arranjos das canções que compõem o alinhamento do seu espetáculo, à semelhança do que vem acontecendo desde “Blame it on my Youth (Warner 2014) e “Lifestories” (Ed. Autor 2016).

Em “Velocidade”, a cantora e compositora conta histórias em diversas línguas, apostando numa coleção de novos temas, escritos entre 2018 e 2022, fruto de um trabalho desta equipa e da pesquisa de sonoridades e grooves onde o Jazz é o playground perfeito para reunir influências musicais - da soul ao pop e à música eletrónica. Joana Machado quer relatar a permanente urgência em que vivemos.

Urgência de acordar, de produzir, de inovar, de garantir lugar, de chegar a algum lado.

A vida exige cada vez mais de nós e nós esperamos cada vez mais da vida. Tendo passado os últimos anos a fazer arranjos para o projeto partilhado a 3 vozes, “Elas e o Jazz”, com Mariana Norton e Marta Hugon, Joana Machado redescobre agora o prazer da escrita de canções, revelando a sua maturidade enquanto compositora e letrista e consolidando o seu caminho enquanto uma das mais originais e sólidas songwriters da sua geração. Resta-nos esperar que a vida nos dê tempo para a ouvirmos com atenção.”

 

Com início previsto para as 18 horas, este espetáculo (tal como todos os concertos anteriores) esta atuação tem acesso livre, sendo que é necessário levantar os bilhetes para o mesmo no Posto de Informação Turística do Funchal, localizado na Avenida Arriaga.


Anexos

Descritores