Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Arquivo recebe documentos da Igreja Paroquial da Calheta

Eduardo Jesus enaltece doação que inclui dois álbuns com fotografias do século XIX 10-10-2022 Turismo e Cultura
Arquivo recebe documentos da Igreja Paroquial da Calheta

A Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira recebeu recentemente um depósito de um acervo documental por parte da Fábrica da Igreja Paroquial da Calheta

Este conjunto documental que se encontrava na casa da Quinta da Estrela, antiga propriedade da família Bettencourt Pimenta, atual propriedade da Fábrica da Igreja Paroquial da Calheta, inclui álbuns fotográficos, caderno de poesias, pasta com desenhos de bordados.

No que diz respeito aos documentos bibliográficos, destaque-se dois livros de ordenações régias, um dos quais profuso em anotações manuscritas marginais. Inclui ainda um maço de escrituras respeitantes à Confraria de Nossa Senhora do Carmo que estava no cofre da paróquia.

Na ocasião, o pároco da Calheta, Silvano Gonçalves, manifestou a sua gratidão pela forma como decorreu o processo de doação e a prontidão da resposta da DRABM. “Uma sociedade que perde as suas raízes é como uma árvore que perde as raízes. Quando documentamos, estudamos e entendemos o nosso passado, compreendemos o presente e mais facilmente preparamos o futuro”, disse, acrescentando que quando olhou para a documentação agora doada, percebeu que era importante ser devidamente preservada e estudada. “Não quisemos trancar isto a sete chaves na paróquia. A DRABM tem mais capacidade para conservar e estudar estes documentos”, sublinhou. Para Silvano Gonçalves, esta doação marca uma relação de “mútua confiança em prol de um bem maior que é o bem social, por isso, quero deixar claro que a paróquia da Calheta e a Igreja no seu todo continua a estar ao serviço da sociedade, do bem social e também na preservação destas preciosidades”.

Já o Secretário Regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, ressalvou que o contrato de depósito oficializado entre a Paróquia da Calheta e a Secretaria Regional, através da DRABM, é mais um momento de grande alegria para aquela instituição. “Há uma grande ligação entre as paróquias

da Região e a informação disponibilizada por este arquivo. Seria hoje impensável dispormos de informação sobre casamentos, nascimentos, óbitos, sem os registos que forma sendo feitos pelos párocos ao longo de séculos”, disse. A doação feita agora vem assim reforçar o princípio deste trabalho, sublinhou ainda, acrescentando a enorme procura que têm todos estes registos.

Além disso, Eduardo Jesus, salientou que “nos últimos anos temos recebido doações que envolveram fotografias, mas raras foram as situações em que recebemos fotografias do século XIX. Esta é assim mais uma incorporação que faz valorizar o património que está nesta casa”.

“A DRABM tem sido cada vez mais procurada para depósitos e doações e ao mesmo tempo, cada vez mais procurada para acesso à informação e aí estamos a cumprir uma das grandes funções do arquivo que é disponibilizar a informação e transformá-lo em conhecimento”, acrescentou ainda.

O governante quis enaltecer ainda o “gesto, visão e generosidade do ato de Padre Silvano. Reconheço a dificuldade das pessoas e entidades em se desprenderem de coisas, mas em boa hora a decisão foi tomada porque a Paróquia da Calheta deposita este legado nas mãos de uma equipa que está perfeitamente habilitada para tratar deste património”.


Anexos

Descritores