Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

“Fado à Beira- Mar" continua no próximo ano

Paula Cabaço destaca sucesso da iniciativa e adesão do público 28-07-2019 Secretaria Regional do Turismo e Cultura
“Fado à Beira- Mar" continua no próximo ano

O “Fado à beira-mar” é para continuar no próximo ano. A garantia é da Secretária Regional do Turismo e Cultura, Paula Cabaço, que realça «o sucesso» desta nova iniciativa e «a grande participação e adesão do público» neste evento integrado nas Comemorações dos 600 Anos do Descobrimento da Madeira e Porto Santo que tanto ontem, no Porto da Cruz, como antes em Câmara de Lobos e na Ribeira Brava surpreenderam o publico, registando casa cheia. 

Paula Cabaço que, tendo marcado presença em dois dos três espetáculos realizados, concretamente na Ribeira Brava e no Porto da Cruz, destaca que a iniciativa “Fado à beira-mar” foi “uma aposta ganha”, não só pela «importância de potenciar, através das celebrações dos 600 Anos, a criação de novos eventos», daí a sua continuidade, como também por contribuir para «a descentralização cultural» sempre a prossecução do «enriquecimento da oferta e da agenda cultural da Região, no futuro», que tem sido um dos objectivos, conseguidos, sublinha a responsável pela política cultural do Governo Regional.

Outro aspecto importante nesta aposta, adianta a Secretária Regional do Turismo e Cultura tem sido a procura de uma «oferta que se deseja de qualidade, diversificada e simultaneamente destinada a vários públicos», sendo este caso um dos muitos exemplos, a que se juntam outras e que outras iniciativas, tais como como o “Música a Norte”, em São Vicente, Porto Moniz e Santana, ou o “Música na Natureza”, neste último caso realizado no Porto Santo, bem como um conjunto de outros espectáculos e exposições, peças de teatro, etc, noutros concelhos, que têm, por um lado, conseguido tirar partido dos locais onde decorrem, criando maior dinamismo, quer do ponto de vista turístico, quer cultural, ao mesmo tempo que se afirmam pela diferença e chegam a toda a população, nos diferentes concelhos.

No “Fado à beira-mar” deste ano, refira-se não só a participação, enquanto convidada especial, da jovem fadista Mara Pedro – detentora de um percurso digno de registo no mundo do fado, onde se registam atuações em diversos países, tais como França, Suíça, Espanha, Lituânia, Brasil, Canadá, EUA e prémios internacionais, nomeadamente o Prémio Internacional da Música Portuguesa nos EUA, entre outros – mas também a dos fadistas madeirenses Paulo Amaro, Alexandra Sousa,  Laura Silva, Rui Fernando, Ricardo Freitas e Maria José, sendo, aliás, de registar o contributo dado pela Associação de Fados da Madeira neste “cartaz”.

 


Anexos

Descritores