Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Secretário Regional reuniu com o setor do Turismo para agilizar processos

O secretário regional de Turismo e Cultura esteve reunido esta tarde com representantes do setor do Turismo na Madeira na sequência das medidas anunciadas esta manhã pelo Governo Regional no sentido de minimizar o impacto do Covid-19 na Região. 14-03-2020 Turismo e Cultura
Secretário Regional reuniu com o setor do Turismo para agilizar processos

A reunião decorreu na Secretaria Regional de Turismo e Cultura e visou agilizar a implementação das decisões apresentadas pelo presidente do Governo Regional, com a obrigação de quarentena a todos os passageiros que aterrem nos aeroportos da Madeira e do Porto Santo, com o menor impacto possível, dadas as circunstâncias. 

Eduardo Jesus disse, no final da reunião, que já foi comunicada a decisão do executivo às companhias aéreas, “porque são o primeiro contacto com os viajantes”. Daí que o governante tenha referido que lhes foi manifestado que informem os passageiros, através de mensagem, de que, na Madeira, se vierem a partir das zero horas de amanhã, ficarão no regime de quarentena obrigatória de 14 dias, o que significa permanecer no quarto durante esse período”. 

Explicou que se trata de uma medida que, acima de tudo, pretende retirar o interesse, “neste momento, de viajar para a Madeira, porque os países de origem estão com problemas que nós não queremos ter na Madeira”. Complementou que se trata mesmo de uma prioridade de “fazer com que as pessoas que estão a pensar viajar não o façam neste momento para cá. É do interesse da Madeira, mas é também do interesse deles”. 

Além disso, Eduardo Jesus referiu que os passageiros vão novamente ser todos informados no momento do check-in, e que foi pedido igualmente que as companhias o façam quando os viajantes estejam a entrar nos aviões. 

A questão logística dos passageiros na Madeira, que, mesmo assim, continuem a chegar, também esteve em cima da mesa para que sejam tratados de uma forma uniforme nos alojamentos turísticos da Região. Isto porque os turistas que cheguem terão de ficar retidos, forçosamente, num quarto durante 14 dias.   

Amanhã haverá uma nova reunião na Secretaria Regional de Turismo e Cultura já a pensar no passo seguinte de relançamento do destino Madeira.


Anexos

Descritores