Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Ponta do Sol nas “Visitas Cantadas”

Centro Cultural John Dos Passos com Marta Rodrigues 14-05-2020 Turismo e Cultura
Ponta do Sol nas “Visitas Cantadas”

Para o projeto “Visitas Cantadas” do Governo Regional “, não foram apenas os museus do Funchal abrangidos pela iniciativa. Houve também a preocupação de integrar espaços e museus de outros concelhos, dentro da política de descentralização cultural.

É assim que o Centro Cultural John Dos Passos, na Ponta do Sol,  foi o espaço escolhido para Marta Rodrigues, que à semelhança dos restantes artistas, participou com dois temas.

O Centro Cultural John Dos Passos foi inaugurado a 20 de Setembro de 2004, e contou na altura, com a presença de Lucy Dos Passos Coggin, Rodney Coggin e Lara Dos Passos Coggin, respetivamente, filha, genro e neta do escritor americano descendente de um imigrante da Ponta do Sol.
O imóvel, adquirido pelo Governo Regional da Madeira em 1996 a Maria Amália Pitta Telles, herdeira e última proprietária da Villa Passos, foi objeto de um delicado processo de recuperação, mas mantém a traça original dos finais dos anos 30.

Construído na primeira metade do século XIX,  o edifício, constitui um “ex libris” do património edificado e histórico da vila, constituído pela Casa-Mãe, a Biblioteca, com  6.000 livros, todos resultantes de doações de diversas entidades públicas, nomeadamente da Embaixada dos Estados Unidos da América em Lisboa, entre outros, e de particulares como Lucy dos Passos Coggin, filha do escritor John Dos Passos e Maria do Carmo da Cunha Santos, principal doadora. Fazem também parte do Centro Cultural, a Sala de Reservados, onde é possível consultar aas obras bibliográficas do escritor; o Quarto de dormir, a cozinha e ao auditório.

John Dos Passos, nascido em Chicago em 1896, neto de um pontassolense , ao longo da sua vida sempre mostrou interesse e orgulho nas suas raízes madeirenses tendo visitado a ilha da Madeira, em 1905, 1921 e em 1960. O seu último livro intitulado “The Portugal story: three centuries of exploration and discovery” é precisamente um tributo às suas origens.

John Dos Passos, foi também pintor. Ao longo da sua vida pintou cerca de 400 obras de arte, na sua maioria aguarelas. Antes de ingressar no Curso de Letras, Dos Passos estudou arte, fez vários esboços, desenhos, pinturas e aguarelas,  influenciado por vários movimentos artísticos.

Realizou algumas exposições no National Arts Club e no Whitney Studio Club, sendo que algumas capas dos seus livros foram ilustradas pelo próprio John Dos Passos.

Em 2001, foi inaugurada  uma exposição intitulada “A Arte em John Dos Passos” na Queens Barough Library em Nova Iorque, com 80 exemplares de obras do artista.

A artista convidada para este espaço, Marta Rodrigues, começou a cantar, participando no concurso "Funchal a Cantar". A partir daí, abriram-se portas para a hotelaria, “apostei em algumas formações de canto e enveredei na área de animação turística”. Atualmente, trabalha como coordenadora de animação de uma unidade hoteleira do Funchal.

Nas plataformas digitais dos museus e da Direção Regional da Cultura, bem como no canal youtube “Cultura Madeira”, já é possível visualizar as fotos e vídeos promocionais  dos artistas convidados que dão voz a esta iniciativa, com estreia marcada para 20 de maio.

As fotos e vídeos desta iniciativa do Governo Regional, estão a ser divulgadas nas plataformas dos museus, da Direção Regional da Cultura, bem como no canal youtube “ Cultura Madeira”
https://www.youtube.com/channel/UCzMKf7rk709MP4roem_gHnQ


Anexos

Descritores