Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Eduardo Jesus reuniu com o presidente do Turismo de Portugal

O secretário regional de Turismo e Cultura reuniu hoje no Funchal com o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo. 16-07-2020 Turismo e Cultura
Eduardo Jesus reuniu com o presidente do Turismo de Portugal

Eduardo Jesus refere que a reunião serviu para “acompanharmos os vários dossiers que mantemos em permanência e de interesse para o turismo regional e nacional”. Além disso, “foi aproveitado para fazer uma análise de toda a circunstância pandémica, o impacto que está a ter no setor e as perspetivas que se pode ter para um futuro mais imediato”.

Foi feito igualmente um balanço do relacionamento entre a Madeira, nomeadamente entre a Associação de Promoção e o Turismo de Portugal. “Identificaram-se oportunidades de aprofundar a colaboração no que diz respeito a uma atuação a médio e longo prazo, visando já acautelar operações que têm a ver com o outono e inverno”.

Outros temas da atualidade foram analisados, visando o interesse da Região, nomeadamente o posicionamento da TAP na sequência da alteração societária que foi entendida pelo Governo da República.

Foram falados igualmente outros aspetos que têm a ver com a abrangência e com a profundidade que deve ter o conjunto das medidas pensadas para o setor do turismo. Eduardo Jesus recorda que a Madeira tem beneficiado de alguns apoios, que são geridos pelo Turismo de Portugal, “que foram complementares a aqueles que foram desenvolvidos na Madeira para o tecido empresarial em geral, e que inclui, naturalmente, o tecido empresarial da área do turismo”.

Em cima da mesa esteve também o perspetivar do que são as implicações do setor nesta fase de arranque e a análise de algumas das ligações que Madeira dispõe hoje e de outras que são potenciais.

No fundo, o secretário regional refere que foi um trabalho de pormenor “onde quisemos, acima de tudo, cerrar fileiras e concentrar uma forma de atuar que possa potenciar a complementaridade dos apoios que são do Turismo de Portugal e da Associação de Promoção”. Eduardo Jesus diz que as obrigações que são impostas e estão relacionadas com operações que queremos conquistar ou manter. “Esse tem sido o nosso propósito. E, naturalmente que nessa decorrência, o mercado inglês foi também um tema de conversa onde demos conta de todo o trabalho que temos vindo a fazer para que Inglaterra possa entender a Madeira conforme ela é neste momento e não integrada no conjunto nacional. É uma tendência que tem acontecido, que nos prejudica bastante, não só com Inglaterra, como também, mais recentemente, com outras situações”. Acerca desta matéria, Eduardo Jesus diz que “há aqui uma coincidência de preocupações e de apreciação de toda esta evolução que nos apraz registar”.

Por isso mesmo, resume que foi uma reunião de trabalho, de balanço, de análise, de perspetiva, e, acima de tudo, de “procurar maximizar a complementaridade das atividades da Associação de Promoção da Madeira com o Turismo de Portugal no que respeita à promoção e à notoriedade do destino lá fora”.


Anexos

Descritores