Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Artesanato Madeirense

Valorize, compre o que é nosso 25-05-2020 Turismo e Cultura
Artesanato Madeirense Tendo em conta as contingências provocadas pelo vírus COVID-19 e os limites que nos foram impostos por esta situação, temos procurado quebrar as limitações impostas pelo isolamento físico, com partilhas virtuais, que nos permitam manter o envolvimento com os nossos públicos. Através do nosso património, da nossa Cultura, procuramos manter viva a nossa Identidade e alimentar a esperança, através da criatividade.
E porque é um momento crítico para a nossa economia, decidimos criar esta rubrica, “ARTESANATO MADEIRENSE – Valorize, compre o que é NOSSO”, procurando contribuir, desta forma, para a sua recuperação.
Através da partilha, de obras de artesanato, de produção regional, pretendemos dar a conhecer os artesãos madeirenses e incentivar a população em geral, a comprar o que é NOSSO.
Esta semana, divulgamos o trabalho de EMBUTIDOS EM MADEIRA de Luz Ornelas.
Possuindo a ilha da Madeira um denso arvoredo, desde o início da colonização que o povo recorreu à matéria-prima, que o ambiente colocou à sua disposição, para a construção de inúmeros artefactos utilitários, decorativos, lúdicos ou religiosos. Consequentemente, a manufatura de mesas, cofres, caixas e outros artefactos em madeira embutida, foi uma das atividades que surgiu e que teve uma expansão e expressão significativa na ilha.
O embutido madeirense é único. As cores são naturais, sendo aproveitadas as melhores madeiras da nossa floresta Laurissilva, o que o distingue claramente dos trabalhos industrializados, nos quais se recorre a corantes. Das várias espécies utilizadas, obtêm-se as diferentes tonalidades, que embelezam os desenhos ornamentais.
Luz Ornelas dedica-se a esta arte, com tradição secular na nossa Região. Licenciada em Engenharia de Madeiras, pela Escola Superior de Tecnologias de Viseu, iniciou a sua atividade no Instituto do Bordado Tapeçarias e Artesanato da Madeira (atual IVBAM) em 1995, onde atualmente ministra formação. Artesã de renome, já participou em exposições e concursos a nível regional e nacional e os seus trabalhos incluem uma grande diversidade de objetos, quer decorativos, quer utilitários, nomeadamente caixas de joias, tabuleiros, marcadores para livros, facas para cortar papel ou presépios.

Anexos

Descritores