Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Construção do 'Barceló Funchal Oldtown' reforça confiança no destino Madeira

O Secretário Regional de Turismo e Cultura visitou o empreendimento onde decorrem as obras de construção do novo hotel de cinco estrelas que irá surgir na Madeira no verão de 2022: o 'Barceló Funchal Oldtown', constituindo um investimento de 25 milhões de euros e que irá criar um conjunto alargado de postos de trabalho. 18-04-2021 Turismo e Cultura
Construção do 'Barceló Funchal Oldtown' reforça confiança no destino Madeira

Eduardo Jesus foi acompanhado pelos promotores da nova unidade hoteleira, o madeirense Anaclet Teixeira e o Grupo Barceló, e por vários elementos ligados à concretização do investimento que o governante sublinha ter “uma importância capital para a Madeira e para o Funchal, em particular, pela grande dimensão e intervenção muito cuidada.  Trata-se de uma reabilitação urbana que tem a particularidade de ser a maior que ocorre neste momento em Portugal”. Refere que contempla a quase totalidade de um quarteirão na capital madeirense e que “está a ser desenvolvido com um rigor muito grande a nível de todas as especialidades envolvidas”.

Depois de visitar a obra, que abrange seis edifícios nas ruas das Murças, António José de Almeida e da Alfândega, o Secretário Regional referiu que testemunhou “o enorme cuidado que existiu na conceção deste projeto, respeitando, o mais possível, a identidade dos prédios envolvidos e toda a vivência do quarteirão, procurando que alguns negócios que ali existiam se possam manter, conferindo a vida do dia-a-dia que aquele espaço nobre da cidade nos habituou”.

Além disso, frisou que houve oportunidade de ver igualmente no projeto apresentado “uma grande exigência na qualidade da oferta que ali se quer proporcionar”.

 

Hotel vai trazer mais dinâmica

 

O Barceló Funchal Oldtown, com 111 quartos e 222 camas, constituirá a entrada na Região “de uma cadeia hoteleira internacional de grande relevância, que, assim, inicia uma presença na Madeira da melhor forma, com um projeto de requalificação e reabilitação urbana, e ao mesmo tempo, com uma oferta muito qualificada ao nível do turismo”.

Por isso, Eduardo Jesus considera que a nova unidade “trará vida à cidade e uma dinâmica diferente num espaço nobre, com uma oferta que é igualmente dirigida à população local, com um serviço de restaurante e esplanada aberto aos passantes, o que significa que o Funchal recupera, naquela zona, algo que existiu anteriormente, mas de uma forma ampliada. Isso é extraordinariamente importante para a vivência da cidade, mesmo nos fins-de-semana, cujos espaços, muitas vezes, ficam prejudicados com pouco movimento de pessoas”.

 

Investir a confiar na Região

 

O governante salientou ainda um outro fator relevante: “Com a pressão, que é comum em todo o mundo, gerada pelo efeito pandémico, assistirmos a um investimento deste montante e com este rigor, significa o acreditar neste destino por parte de uma entidade que é nova no setor aqui na Madeira. Isto tem necessariamente uma importância especial e deixa também uma mensagem fortíssima do que é a leitura internacional na perspetiva do investidor da Madeira neste momento”. Complementa que “estarmos condicionados, como bem sabemos, e ter pessoas que acreditam e investem, e que estão a olhar para o futuro, em associação à política governativa que temos vindo a desenvolver é, necessariamente, um grande conforto para a Madeira”.

 

Parceria muito relevante

 

Eduardo Jesus frisou, por outro lado, que “é muito importante a parceria do madeirense senhor Anaclet Teixeira com o Grupo Barceló. Significa uma abertura dos capitais da Madeira a capitais estrangeiros, traduzindo um acordo de nível internacional. Estou seguro de que se não fosse o empenho e a ligação emocional que existe do empresário madeirense à sua Terra Natal não seria possível atrair este investimento para a Região com o significado que ele tem. Por isso, é também o momento de reconhecer esse contributo do senhor Anaclet Teixeira e simultaneamente do grupo que ele compõe neste investimento".

 

Empresas da Madeira envolvidas

 

Uma nota ainda para uma realidade evidenciada por Eduardo Jesus, por se tratar de um projeto que “teve um cuidado particular no que diz respeito ao envolvimento dos seus respetivos fornecedores. Recorre a empresas instaladas na Madeira, e outras que têm uma longa tradição nas várias áreas que compõem uma infraestrutura desta natureza, desde a arquitetura, a construção, a fiscalização, os instaladores de equipamentos de hotelaria”. Além da ‘Emeraldtown – Empreendimentos Imobiliários’, que concretiza o investimento, estão presentes no novo empreendimento hoteleiro, entre outras, as empresas ‘Atlante’, responsável pelo projeto de arquitetura, a ‘Tecnovia Madeira’ (que está a construir o hotel), a Barra4 (fiscalização), a ECAM (estudos económicos), a FN Hotelaria (que equipará a unidade em áreas como a cozinha), o BPI (financiamento), e a ‘Metrika’, onde Roberto Vieira é administrador, a qual têm a incumbência de coordenar as várias intervenções.

“Todo este conjunto de entidades envolvidas são empresas da Madeira, ou que estão na Região, o que, naturalmente, deixa aqui um impacto económico direto no tecido empresarial que é também de relevar”, conclui o Secretário Regional de Turismo e Cultura.

O hotel, para além de respeitar a traça original dos diversos prédios, reabilita seis prédios anteriormente degradados, terá uma sala de conferência polivalente, com capacidade para 150 lugares, espaços de restauração e um solário com piscina com bar de apoio no piso da cobertura do novo cinco estrelas.


Anexos

Descritores