Vice-Presidente reúne com um dos maiores armadores do Mundo

Empresa alemã Ahrenkiel Steamship tem navios registados no Registo Internacional de Navios da Madeira 10-05-2018 Vice-Presidência
Vice-Presidente reúne com um dos maiores armadores do Mundo

O Vice-Presidente do Governo Regional recebeu, ontem, ao final da tarde, os representantes de uma das mais importantes empresas internacionais de navegação marítima, a alemã Ahrenkiel Steamship.

Sobre a mesa estiveram as preocupações e as dificuldades que um dos principais armadores do Registo Internacional de Navios da Madeira (RIN-MAR) identifica na prossecução de um ambiente favorável ao desenvolvimento dos seus negócios, nomeadamente no que se refere à segurança a bordo dos navios.

A este propósito, Pedro Calado garantiu que o Governo Regional continua a insistir nestas matérias que são prioridades do RIN-MAR, tendo reunido com a Ministra do Mar, na passada semana, em Lisboa.

O que se pretende são alterações à legislação nacional de forma a reforçar a segurança privada a bordo dos navios e permitir que as embarcações que navegam com bandeira portuguesa possam ter segurança armada a bordo.

Neste momento, Portugal é, a par da Lituânia, o único país da União Europeia que ainda não adotou as recomendações da Organização Marítima Internacional, no que concerne à segurança de navios que navegam em zonas sinalizadas com atividade de pirataria.

A Christian Karl e Johannes Flade, do Conselho de Administração da Ahrenkiel Steamship, o Vice-Presidente fez saber da abertura da República em relação a esta matéria, nomeadamente que o Ministério do Mar já se encontra a preparar legislação neste sentido.

Na reunião foram também abordados os esforços que estão a ser feitos pelo Governo Regional, através da Vice-Presidência, para resolver alguns constrangimentos ao funcionamento do RIN-MAR e ao seu desenvolvimento, particularmente no que se refere aos aspetos jurídicos relacionados com o Registo de Hipotecas, por forma a adequá-lo às condições vigentes na maioria dos grandes registos marítimos, permitindo assim melhorar as condições de concorrência do nosso Registo Internacional, num sector altamente competitivo.

Pedro Calado referiu ainda que, na reunião com Ana Paula Vitorino, foram também discutidos outros assuntos que poderão ajudar a desenvolver as áreas nas quais a Região pode ser competitiva e que podem trazer dividendos futuros ainda maiores do que aqueles que já hoje trazem, como uma maior participação da Comissão Técnica do MAR, a informatização de toda a documentação dos serviços do RIN-MAR e a modernização dos requisitos relativos a livros e documentos de bordo.

O Registo Internacional de Navios da Madeira é, atualmente, um dos mais fortes instrumentos de desenvolvimento da Estratégia Nacional para o Mar em Portugal e o registo de navios que mais cresceu em toda a Europa, tendo passado de uma frota de 290 navios, em 2015, para 476 navios registados em 2017.