Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Direção Regional de Agricultura presente nas Jornadas de lançamento do Projeto PERVEMAC II

Projeto de investigação na área da Agricultura e Segurança Alimentar, estudando o impacto dos resíduos de pesticidas, micotoxinas e metais pesados presentes nos produtos vegetais na saúde dos consumidores da região da Macaronésia. 04-04-2017 Direção Regional de Agricultura
Direção Regional de Agricultura presente nas Jornadas de lançamento do Projeto PERVEMAC II A Direção Regional de Agricultura esteve presente em Santa Cruz de Tenerife, nas jornadas de lançamento do projeto de Investigação e Desenvolvimento PERVEMAC II, cofinanciado por recursos FEDER no âmbito do Programa de Cooperação Territorial MAC 2014-2020.


Na continuidade do anterior PERVEMAC realizado no âmbito do programa MAC 2007-2013, o novo projeto desenvolve-se na área da Agricultura e Segurança Alimentar, estudando o impacto dos resíduos de pesticidas, micotoxinas e metais pesados presentes nos produtos vegetais na saúde dos consumidores da região da Macaronésia.


O PERVEMAC II compreende quatro fases: i) Programa de monitorização, amostragem e análise dos resíduos; ii) Identificação dos perigos com base no estudo estatístico dos resultados da fase anterior; iii) avaliação do risco com base nos dados nutricionais de cada região e iv) desenvolvimento de estratégias para minorar os perigos, o projeto pretende desencadear efeitos multiplicativos conducentes à diminuição da dependência alimentar do exterior, valorizando os produtos das ilhas, através do fomento de uma agricultura sustentável e de uma dieta saudável, defendendo a população fixa e flutuante destas regiões da exposição a produtos importados que mostraram, no projeto antecessor, um grau de contaminação muito superior ao dos produtos locais.


O projeto aprovado, orçamentado em 1 934 125,59€, possui uma comparticipação FEDER de 85% que será distribuída pelos diferentes sócios envolvidos. Por parte das Canárias e para além do beneficiário principal - Gestión del Medio Rural (GMR) – estão envolvidas a Direccion General de Agricultura e a Direccion General de Salud Pública, o Instituto Tecnológico de Canarias (ITC), a Universidad de Las Palmas de Gran Canaria (ULPG) e a Universidad de La Laguna (ULL). Por parte da Portugal, participam a Secretaria Regional de Agricultura e Pescas e a Universidade dos Açores.


A participação de Cabo Verde envolve quatro sócios: a Direção Geral de Agricultura, Silvicultura e Pecuária, o Instituto Nacional de Saúde Pública, a Agência de Regulação e Supervisão dos Produtos Farmacêuticos e Alimentares (ARFA) e o Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA).


Na parte que diz respeito à SRAP, o projeto visará fundamentalmente a instalação de uma técnica analítica no Laboratório Regional de Veterinária e Segurança Alimentar, mais sensível, por forma a melhorar os limiares de deteção dos contaminantes a pesquisar complementada com a realização de jornadas de formação teóricas e práticas, por forma a sensibilizar os técnicos e agricultores para as vantagens proporcionadas por modos de produção mais sustentáveis.


Anexos

Descritores