Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Produto fitofarmacêutico ENVIDOR com extensão de autorização

Extensão de autorização para utilização do produto fitofarmacêutico ENVIDOR (Espirodiclofeno) – BAYER, em culturas consideradas menores, nomeadamente a bananeira 25-07-2018 Direção Regional de Agricultura
Produto fitofarmacêutico ENVIDOR com extensão de autorização

A Direção Regional de Agricultura informa que, desde o passado dia 13 de julho de 2018, foi atribuída uma nova função ao produto fitossanitário (PF) acaricida, designado por ENVIDOR (Espirodiclofeno) – BAYER, ou seja, para além das utilizações já aprovadas no respetivo rótulo, foi concedida a extensão de autorização de utilização em culturas consideradas menores, de modo que este possa ser aplicado em BANANEIRA (Musa acuminata), no combate aos ácaros (Tetranychus sp.)

Na aquisição dos PF’s, dever-se-á informar claramente das respetivas finalidades, assim como, de quais as culturas para o qual está homologado, ou seja, para as quais está autorizada a sua aplicação. Assim, dever-se-á verificar se esta alteração já se encontra expressa no rótulo.

Não esquecer ainda que é uma obrigação registar todas as utilizações dos PF’s em ficha própria, cedida pela Direção Regional de Agricultura, aquando das candidaturas às variadas ajudas financeiras existentes, designadas no seu conjunto por Pedido Único (PU).

Este PF deve ser aplicado aos primeiros sinais do ataque dos ácaros, após a remoção das flores até ao grau de maturação 5, com pulverizações dirigidas ao cacho desenvolvido e sem flores, numa dose a variar entre 0,2 a 0,4 L/ha ou numa concentração de 0,02 L/hl. Deverá fazer no máximo 1 aplicação, com intervalo de segurança de 14 dias.

Relembra-se que há a necessidade imperiosa de respeitar o Intervalo de Segurança (IS), que é o número de dias que decorre entre a última aplicação do PF e a colheita.

Convém ainda salientar que estas alterações, no âmbito da extensão das aplicações de PF’s a outras culturas consideradas menores e que obrigam a aditamentos no rótulo original, acontecem ao abrigo do artigo 51.º do Regulamento (CE) 1107/2009, que pode ser consultado no site da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).


Anexos

Descritores