Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Divulgação do Projeto "AconXego"- Naninhas do Bem Madeira para os Hotéis Green Key e integração como Exemplo na Plataforma Madeira Circular

Atividade realizada no âmbito da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2022 24-11-2022 Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas
Divulgação do Projeto "AconXego"- Naninhas do Bem Madeira para os Hotéis Green Key e integração como Exemplo na Plataforma Madeira Circular

A Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas (DRAAC) promoveu a divulgação do Projeto "AconXego"- Naninhas do Bem Madeira junto dos coordenadores dos Hotéis Green Key da Região Autónoma da Madeira, no âmbito das atividades integradas na Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2022, que este ano teve como tema: “Têxteis circulares & sustentáveis, o lixo está fora de moda!” e decorre entre os dias 19 e 27 de novembro.

 

A ação do projeto "AconXego" está centrada na elaboração das “Naninhas” (travesseirinhos em forma de cão) que posteriormente são entregues no Serviço de Pediatria do Hospital Dr. Nélio Mendonça e, pontualmente, em casas de acolhimento e lares de idosos. Em compromisso com o SESARAM, o Projeto doa todos os meses, 60 “Naninhas” para as crianças que estão internadas. 

 

O projeto integra-se na Associação Cultural, Desportiva e Recreativa de São Martinho, junto aos Campos da Nazaré, sendo que é nesta sede que os voluntários se reúnem para finalizar e orientar os trabalhos. Para a confeção das “Naninhas”, e de modo a cativar mais voluntários, tentam mobilizar diversas entidades: privadas, públicas, escolas e outros voluntários em geral. Desta forma, conseguem criar uma envolvência na comunidade em prol de um objetivo comum, promovendo um encontro inter-geracional na criação e na confeção das “Naninhas”. 

 

As "Naninhas" do Projeto AconXego são confecionadas manualmente pelos voluntários, com recurso a tecidos reutilizados, existindo um reaproveitamento de vários materiais têxteis descartados.

 

Como explica o AconXego, “Cada "Naninha" é única, pois como são elaboradas a partir de restos de tecidos não é possível reproduzir peças iguais. Tratam-se assim de produtos personalizados, com um cunho muito pessoal. Uma das premissas deste projeto é a ausência de contrapartidas financeiras, não ocorrendo a venda do produto. O projeto baseia-se numa relação de troca, ou seja, se houver interesse do produto para uma criança ou um idoso, fazem-no em troca de material.”

 

Esta ação de divulgação teve como objetivo convidar os Hotéis Green Key a colaborar com a causa deste Projeto, através da doação de têxteis que não estejam em utilização no estabelecimento (cortinas, roupas, entre outros). A doação representará um importante contributo de cariz social e, de forma paralela, representará um contributo para a prevenção da produção de resíduos têxteis.

 

O Projeto “Aconchego”, além de se constituir como um projeto com grande relevância social, representa um exemplo de boas práticas de economia circular através da reutilização de têxteis, e por essa razão a DRAAC integrou-o na secção dos Exemplos da Plataforma Madeira Circular, cuja informação pode ser consultada: https://www.madeiracircular.pt/casos-estudo/aconxego-naninhas-do-bem-madeira

 

Através desta ação de partilha de informação durante a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos e sua integração na Plataforma Madeira Circular, a DRAAC pretende promover a economia de partilha e estabelecer as sinergias necessárias entre os diferentes sectores económicos, como forma de canalizar os excedentes, neste caso os têxteis utilizados, que podem ser reutilizados como recurso pelos voluntários do “AconXego”.

 

Importa destacar o importante contributo de iniciativas de cariz social no âmbito da economia circular, pelo seu papel ativo na divulgação das problemáticas ambientais, mas também na sensibilização para a alteração dos comportamentos dos cidadãos e das empresas. A participação de todos é condição necessária para o alcançar a transição para uma economia circular na Região, como referido na visão traçada pela Agenda Madeira Circular, documento que assinala o desígnio assumido pelo Governo Regional para a economia circular. Salienta-se que o 3º setor (instituições de cariz social) tem um peso significativo da estrutura social da Região Autónoma da Madeira e constituem um fator preponderante para a prevenção e reutilização.

 

O impacto a nível mundial do sector têxtil traz graves consequências para o ambiente, bem como para a sustentabilidade na obtenção de matérias-primas virgens. A Comissão Europeia (na ficha informativa Sustainable and Circular Textiles by 2030, 30 de março de 2022) refere que o consumo europeu de têxteis tem o 4º maior impacto no ambiente e nas alterações climáticas. Urge por isso atuar neste setor!

 

A alteração dos padrões de consumo, em particular no sector têxtil, aliada à sensibilização para a prevenção da produção de resíduos são fatores preponderantes para transição para uma economia circular. No entanto, este sector representa ainda vários problemas que devem ser tidos em consideração, nomeadamente: o consumo de recursos naturais, as emissões de carbono, a produção de resíduos e os problemas sociais.

 

Como podemos contribuir para diminuir o nosso impacte relacionado com este sector?

 

1. A solução mais simples: comprar menos peças de roupa - Como primeiro passo para implementar o fechar o ciclo do nosso guarda-roupa é deixar de apoiar a Fast Fashion, comprando apenas aquilo que realmente precisamos, dando prioridade aos produtos de qualidade. 

2. Seja seletivo com as marcas que compra - Procure peças de roupa cujas marcas comuniquem métodos de produção mais sustentáveis e ecológicos.

3. Dê prioridade às marcas locais e nacionais - Com culturas de produção limitada e por encomendas, já que estes sistemas de produção tendem a evitar mais o desperdício do material

4. Não deite roupa fora - Sempre que possível, devemos arranjar e remendar as peças de roupa para as podermos continuar a utilizar durante muito mais tempo. No caso da roupa já não servir, podemos doá-la.

5. Apoie mercados de roupa em segunda mão - Os mercados de segunda mão permitem que as peças de roupa tenham mais tempo de vida útil e sejam utilizadas mais vezes.

 

Consulte a Plataforma Madeira Circular para saber mais sobre a Consciência no Consumo - Fast Fashion: https://www.madeiracircular.pt/consciencia-moda


Para mais informações sobre Projeto "AconXego"- Naninhas do Bem Madeira pode consultar: https://www.facebook.com/naninhasdobemmadeira e https://www.instagram.com/aconxegomadeira/ 

Endereço de correio eletrónico: aconxegonaninhas@gmail.com

 

Esta ação de divulgação pode ser consultada na página da European Week for Waste Reduction: https://ewwr.eu/actions/projeto-aconxego-naninhas-do-bem-madeira/

 

Saiba mais sobre o tema da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos 2022: https://www.madeira.gov.pt/drota/Estrutura/DRAAC/Areas/Res%c3%adduos-e-Economia-Circular/ctl/Read/mid/12959/InformacaoId/150951/UnidadeOrganicaId/14/CatalogoId/0