Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Políticos quando chegam ao poder têm de continuar a ouvir as pessoas

Miguel Albuquerque diz que os políticos devem manter a postura e continuar a ouvir as pessoas., para saberem tomar as decisões mais corretas. 30-06-2019 Presidência
Políticos quando chegam ao poder têm de continuar a ouvir as pessoas

Miguel Albuquerque elogiou, hoje, nos Prazeres, durante a Mostra da Sidra, os políticos que quando chegam ao poder mantém a postura perante as pessoas, dando como exemplo dessa postura o presidente da Câmara Municipal da Calheta, Carlos Teles. 

«Não tem peneiras, que não tem manias e que, ao contrário de alguns que quando chegam ao poder deixam de conhecer o povo e de se aproximar da população, mantém algo que é fundamental no exercício dos cargos políticos: é uma pessoa humilde, é uma pessoa que sabe ouvir, é uma pessoa que está sempre disponível para estar com a população que representa e isso tem sido uma ajuda muito grande para as políticas que temos desenvolvido aqui, no concelho da Calheta», sublinhou.

O presidente do Governo regional diz que quando se chega ao poder «não somos mais do que os outros,», referindo-se aos políticos. E adiantou: «Nós somos servidores do povo, da causa pública. E isso obriga a termos a capacidade de ouvir. Porque só os arrogantes e os mentecaptos não ouvem os outros. E é fundamental, para podermos tomar boas decisões, ouvirmos as pessoas».

A finalizar, lembrou o sucesso que a Calheta tem tido no turismo, sendo já o quarto concelho da Região em termo de unidades hoteleiras e proveitos.


Anexos

Descritores