Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Rali deste ano pode ser um dos melhores de sempre

O rali deste ano tem todas as condições para ser um melhor de sempre, segundo Miguel Albuquerque. 01-08-2019 Presidência
Rali deste ano pode ser um dos melhores de sempre

Miguel Albuquerque diz que estão reunidas todas as condições para que a edição deste ano, a 60ª, do Rali Vinho Madeira seja das melhores de sempre. O presidente do Governo Regional falava, há pouco, à comunicação social, momentos antes do início da prova madeirense.

O líder madeirense enalteceu a qualidade da lista de concorrentes, sobretudo os primeiros vinte, e das viaturas que estão na Rali Vinho Madeira, prevendo um rali muito bem disputado.

Miguel Albuquerque lembrou ainda que o Governo Regional apoia o rali, «não apenas como um evento de repercussão turística, mas sobretudo como um evento que diz muito aos madeirenses, que adoram o rali Vinho da Madeira».

«É um rali icónico, que está a celebrar os 60 anos e que tem, na verdade, uma repercussão junto do público, junto das pessoas, que excede aquilo que acontece normalmente em ralis noutras regiões», disse ainda.

O governante salientou ainda a importância para a economia do evento, sublinhado que «basta ir ao norte da ilha para perceber a movimentação em termos de alojamentos turísticos e de restauração que este rali traz».

«Ainda no outro dia estive na Boaventura e na Ponta Delgada e estava toda a gente contente com a retoma da célebre classificativa Boaventura/Cabanas. Toda a gente está à espera do rali. Este é, portanto, um evento com grande adesão popular, mas também importante do ponto de vista da economia regional», complementou.

Questionado sobre qual é a sua classificativa favorita e qual é que tenciona ver, Miguel Albuquerque lembra que quando era miúdo gostava de ver «a passagem dos carros no Arco de São Jorge, na reta».

«Precisamente a célebre classificativa entre a Boaventura e as Cabanas. Nós repavimentámos a estrada regional entre a Boaventura e o Arco de São Jorge e o túnel Duarte Pacheco foi rebaixado, pelo que o troço está excecional. É uma classificativa que eu gostava de ver, sobretudo a reta do Arco com o seu gancho à esquerda, que é sempre um dos momentos marcantes da prova. Mas, não sei se vou poder. Vamos ver», concluiu.



Anexos

Descritores