Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Pisos 4 e 5 do Hospital dos Marmeleiros já estão reabilitados

A SREI concentrou os esforços no sentido da antecipação da conclusão dos trabalhos nos pisos 4º e 5º do edifício, disponibilizando-os aos utentes e profissionais de saúde. 04-01-2021 Equipamentos e Infraestruturas
Pisos 4 e 5 do Hospital dos Marmeleiros já estão reabilitados

O Governo Regional, através da Secretaria Regional de Equipamentos e Infraestruturas (SREI), avançou, a 9 de julho de 2020, com a empreitada de reabilitação de interiores do Hospital dos Marmeleiros, que corresponde a um investimento de 1.497.900,00 € (1.827.438,00 €, já com IVA). Esta intervenção será executada num prazo máximo de 20 meses. Respondendo à solicitação da Secretaria Regional da Saúde e Proteção Civil, através do SESARAM, face ao agravamento da situação epidemiológica na Região, a SREI concentrou os esforços no sentido da antecipação da conclusão dos trabalhos nos pisos 4º e 5º do edifício, disponibilizando-os aos utentes e profissionais de saúde.

 

Os principais trabalhos de reabilitação destes pisos desenvolveram-se ao nível dos revestimentos interiores, novos pavimentos nas enfermarias e corredor central, colocação de tetos falsos, pinturas gerais e renovação das casas de banho de doentes. Foram ainda substituídas as portas das enfermarias e renovadas as armaduras de iluminação, substituídas, sempre que possível, por iluminação em LED. As casas de banho de doentes, nas alas nascente e poente, foram integralmente renovadas. De salientar ainda a colocação de uma nova rede de água quente, fria e retorno, independente da existente, que fará a distribuição a todos os pisos da unidade hospitalar.

 

O Hospital dos Marmeleiros, onde há cerca de 90 anos são desempenhados serviços de saúde na Madeira, possui uma área bruta de cerca de 10 000 m2, divididos em sete pisos, tendo já sido intervencionado o exterior, através da recuperação das fachadas e coberturas.

 

“Uma vez concluída a intervenção, que foi programada para ser executada faseadamente, por forma a reduzir os transtornos e incómodos com ela provocados, pretende-se beneficiar a qualidade, conforto e segurança não só dos utentes desta infraestrutura de saúde pública da Região, como também de todos os profissionais que lhe estão afetos”, salienta o Secretário Regional de Equipamentos e Infraestruturas, Pedro Fino.


Anexos

Descritores