Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Rui Barreto garante crescimento sustentado do segmento de nómadas digitais

HubRemotely @ Vila Galé 27-05-2021 Economia
Rui Barreto garante crescimento sustentado do segmento de nómadas digitais

O secretário regional da Economia afirmou hoje que o segmento de nómadas digitais está a crescer “sustentadamente” em toda a Região.

 

Rui Barreto falava durante a visita ao ‘HubRemotely’, o novo espaço de cowork no Hotel Vila Galé, em Santa Cruz. Um espaço dinamizado por três jovens empreendedores/’Hubers’, com o apoio da StartUp Madeira, que agora começa a dar os primeiros passos na atração de trabalhadores remotos.

 

De acordo com o governante, o nicho dos nómadas digitais foi uma oportunidade “bem agarrada” para posicionar a Região como um dos 10 melhores destinos do mundo para trabalhar remotamente.

 

“O Governo deu um suporte político e também financeiro para iniciar este projeto, bem estruturado e com as pessoas certas, mas agora as parcerias vão se alargar aos privados”, garante.

 

O secretário regional diz ainda que a estratégia de “pulverizar” a Região com a presença de trabalhadores remotos tem como objetivo a dinamização das economias locais, sublinhado que os nómadas digitais “procuram pequenas vilas e apreciam muito a cultura, a hospitalidade e a segurança”.

 

“Estamos a fazer um trabalho bem feito, com uma estratégia bem montada para integrá-los. O Governo deu um impulso público e agora estamos numa fase em que queremos deixar os privados serem parceiros e deixar o mercado funcionar”, salientou, lembrando que se trata de uma oportunidade de negócio para a Região, porque tem um “enorme” impacto na economia.

 

Segundo o responsável pela tutela, o projeto está a ser um “sucesso”, estando atualmente mais de 700 pessoas a viver e a trabalhar na Madeira e mais de 7.000 inscritos com interesse em vir para a Região.

 

“Estas pessoas querem sentir-se bem no sítio onde estão a trabalhar e a Madeira tem ótimas condições e internet, que é um fator crítico de sucesso”, refere.

 

Com um aumento da procura, o projeto vai estender-se a outros concelhos e à ilha do Porto Santo, onde o Governo já está a desencadear um conjunto de contactos.

No concelho de Santa Cruz, os três empreendedores - Linda, Pedro e Luís - encontraram as condições ideais para lançar o projeto.

A colaboração com a StartUp Madeira permitirá criar condições para manter a atração do destino para este nicho de mercado em crescimento. A preços acessíveis, os trabalhadores remotos têm acesso a um espaço de cowork com garantia de boa internet. Têm ainda acesso a várias áreas do hotel e a eventos em rede, bem como atividades ao ar livre com a comunidade local.

Projeto em números

+ 7100 inscritos de 94 países

800 nómadas digitais vivem e trabalham atualmente na RAM

Impacto económico mensal estimado em 1,5 M€

 

3 Espaços de Cowork

Ponta do Sol – Centro Cultural John dos Passos

Funchal – Nini Design Center

Santa Cruz – Hub Remotely @ Hotel Vila Galé


Anexos

Descritores