Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Governo Regional cria vasto programa para assinalar Dia Regional dos Arquivos e do Património Documental

A Secretaria Regional de Turismo e Cultura volta a assinalar o Dia Regional dos Arquivos e Património Documental (cuja data é 27 de junho) através da Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira, com a exposição “António Aragão: a sua intervenção no estudo e na defesa do património cultural insular”. 09-06-2021 Turismo e Cultura
Governo Regional cria vasto programa para assinalar Dia Regional dos Arquivos e do Património Documental

A Secretaria Regional de Turismo e Cultura volta a assinalar o Dia Regional dos Arquivos e Património Documental (cuja data é 27 de junho) através da Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira, com a exposição “António Aragão: a sua intervenção no estudo e na defesa do património cultural insular”. O trabalho, que visa um dos antigos diretores do Arquivo Distrital do Funchal/Arquivo Regional da Madeira, tem ainda enquadramento nas iniciativas que irá promover em junho a propósito do Dia Regional dos Arquivos e do Património Documental.

Além de informações relevantes sobre o seu perfil, experiência profissional e iniciativas que o destacaram, será disponibilizada ao público uma seleção de documentos do seu arquivo.

Neste mês de junho será também o 90º aniversário do Arquivo Distrital do Funchal, efeméride que será assinalada pelo lançamento de uma emissão filatélica, cuja apresentação pública decorrerá a 28 de junho no auditório da Direção Regional.

Em declarações ao DN, o Secretário Regional de Turismo e Cultura considera que a Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira “está a cumprir com a prossecução dos objetivos definidos pelo Governo Regional de promoção da valorização do património arquivístico, documental e bibliográfico”. Eduardo Jesus complementa que, desta forma, a direção regional “pretende continuar a manter a qualidade dos arquivos enquanto recurso indispensável ao exercício da atividade administrativa e veículo de uma relação eficiente e transparente com o cidadão”.

Além disso, sublinha que “as várias doações de entidades privadas e públicas demonstram a confiança no nosso arquivo, no tratamento cuidado dos arquivos à sua guarda, e na facilitação à população no acesso aos diversos suportes de informação bibliográfica, feitos através de consulta local, online ou de empréstimo domiciliário”.

Em relação a António Aragão, pintor, escultor, historiador, investigador e escritor, o governante realça que este mês, em que se comemora, pelo 2º ano  consecutivo, o Dia Regional dos Arquivos e Património Documental, “decidimos igualmente promover um dos maiores vultos da cultura portuguesa do século passado, através de uma exposição que destaca a sua intervenção no estudo e na defesa do património cultural insular, alargando o acesso a depósitos de interesse regional e nacional de que a DRABM é fiel depositária”.

Com tudo isto, e com o trabalho que tem sido feito, Eduardo Jesus evidenciou que o Governo Regional “continua empenhado em fortalecer o nosso legado cultural e criativo, que deve ser visto como um valor acrescido para as atuais gerações e para as futuras, apoiando igualmente toda a programação que estimule o empreendedorismo em projetos na área da Cultura, porque, assim ganhamos todos”.

 

 


Anexos

Descritores