Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Esclarecimento: Transporte de doentes no Porto Santo nunca esteve em causa

Secretário Regional da Saúde esclarece notícia informando que o transporte de doentes urgentes e não urgentes sempre esteve assegurado na ilha dourada 07-07-2017 Administração Pública do Porto Santo
Esclarecimento: Transporte de doentes no Porto Santo nunca esteve em causa

Esclarecimento

Transporte de doentes no Porto Santo nunca esteve em causa

 

Relativamente à notícia publicada hoje, dia 4 de Julho de 2017, no Diário de Notícias da Madeira intitulada “ Doentes do Porto Santo sem transporte”, a secretaria regional da Saúde considera necessário e esclarecer o seguinte:

 

1. Não está, nem esteve em causa, o transporte de doentes no Porto Santo, pelo que é erróneo afirmar-se que os doentes desta ilha estão sem transporte.

 

2. A colaboração entre a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Porto Santo e o Centro de Saúde não terminou, assegurando a corporação todo o transporte de doentes urgentes entre esta unidade de saúde e o aeroporto, para as evacuações médicas até ao Funchal.

 

3. Desde o dia 1 de Julho de 2017 forma efetuadas 4 evacuações. O transporte de doentes e dos profissionais de enfermagem no percurso entre o Centro de Saúde e o aeroporto do Porto Santo, com destino a evacuação foi efetuado nestas quatro situações pelos bombeiros por ser considerado transporte urgente.

 

4. Esta corporação apenas deixou, desde o dia 1 de Julho, de poder assegurar o transporte de doentes não urgentes nos percursos entre o centro de saúde e a residência do doente e o transporte de retorno dos profissionais de saúde ao centro de saúde que acompanham o doente no decorrer das evacuações, invocando constrangimentos motivados por uma diminuição do número de bombeiros voluntários no Quartel do Porto Santo nesta altura do ano.

 

5. Considerando este constrangimento, a Secretaria Regional da Saúde relativamente ao transporte de doentes não urgentes diligenciou contatos com a Direcção Regional da Administração Pública do Porto Santo, que de forma cooperante, disponibilizou de imediato um motorista para garantir a condução da ambulância afeta ao centro de saúde e assim assegurar o transporte de doentes não urgentes que necessitam deste meio de transporte (acamados), de modo a substituir o motorista do centro de saúde que se encontrava de baixa estes dias, profissional que retorna ao serviço amanhã.

 

6. Relativamente ao transporte dos profissionais de saúde do aeródromo até ao centro de saúde, e tal como informámos ontem o DN Madeira quando indagados pelo jornalista, o SESARAM garante através dos seus  meios próprios o transporte aos seus profissionais dentro do horário de trabalho dos motoristas. Fora desde horário, este transporte é assegurado pelo serviço de táxi, totalmente suportado pelo SESARAM.

 

7. Para o transporte de retorno dos profissionais de saúde ao centro de saúde, tendo em conta que as situações de evacuações que ocorrem na ilha do Porto Santo não justificam o recurso ao trabalho extraordinário, nem um regime da prevenção dos respetivos motoristas (que sairia muito mais dispendioso ao erário público – 133h por semana) a opção foi recorrer aos serviços de táxi, suportados pelo SESARAM, sempre que ocorra uma situação de evacuação, e seja necessário garantir o retorno dos profissionais ao Centro de Saúde Dr. Francisco Rodrigues Jardim, e desde que seja fora do horário de trabalho dos motoristas do centro de saúde do Porto Santo. 

 

8. Mais se informa, que a Força Aérea Portuguesa  autorizou  a entrada no táxi no espaço do aeródromo,  de modo a facilitar o transporte dos profissionais, bem como do material e equipamento utilizado na evacuação.

 

9. A secretaria regional da Saúde agradece publicamente à Direção da Administração Pública e à Força Aérea toda a colaboração que têm vindo a prestar nesta e em todas as situações que possam provocar constrangimentos à população. 


Fonte oficial: GRM/SRS

Foto: draps_gov


Anexos

Descritores