Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

SUSANA PRADA CRITICA GOVERNO DE COSTA POR EXCLUIR PRAIA DO PORTO SANTO DO PLANO DE AÇÃO DO LITORAL

A secretária regional do Ambiente criticou hoje o Governo da República por não integrar o Porto Santo no Plano de Ação do Litoral, que disponibiliza 150 milhões de euros para consolidação arribas e reposição de areia. 15-05-2018 Administração Pública do Porto Santo
SUSANA PRADA CRITICA GOVERNO DE COSTA POR EXCLUIR PRAIA DO PORTO SANTO DO PLANO DE AÇÃO DO LITORAL

A secretária regional do Ambiente criticou hoje o Governo da República por não integrar o Porto Santo no Plano de Ação do Litoral, que disponibiliza 150 milhões de euros para consolidação arribas e reposição de areia.

"Esperemos que no próximo quadro comunitário não aconteça o que aconteceu neste, em que o Governo deixou de fora a praia do Porto Santo", afirmou Susana Prada numa audição na Assembleia Legislativa da Madeira.

A governante foi auscultada na Comissão de Política Geral e Juventude, no âmbito de um projeto de resolução da autoria do PSD intitulado "A Região Autónoma da Madeira e os desafios do próximo quadro financeiro plurianual pós 2020".

A secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais salientou que as regiões insulares são "particularmente sensíveis" às alterações climáticas, sobretudo no que toca à subida do nível do mar, e alertou para o facto de o executivo nacional não ter incluído o Porto Santo no Plano de Ação Litoral XXI, que dispõe de 150 milhões de euros para intervenções no litoral, financiadas em 2018 em 75% pelo POSEUR (Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos).

"Acreditamos que no próximo quadro comunitário vamos dispor de verbas para monitorizar os efeitos das alterações climáticas na nossa região", salientou Susana Prada.


Fonte: JM Madeira


Anexos

Descritores