Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.

Plantar o Futuro – recuperação da natureza e educação ambiental

Parceria da Secretaria Regional de Educação com a Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais 31-03-2019 Gabinete do Secretário Regional de Educação
Plantar o Futuro – recuperação da natureza e educação ambiental

O Governo Regional criou um projeto de Recuperação da Natureza e Educação Ambiental, designado “Plantar o Futuro” que visa, no âmbito da sensibilização e formação ambiental e de participação pública:
– a recuperação da natureza, assim como, a recuperação florestal e respetiva biodiversidade de áreas degradadas (nomeadamente as áreas afetadas pelos incêndios);
– a ampliação da área de floresta nativa;
– um incremento do conhecimento, da consciencialização e consequente responsabilização individual ao nível do Património Natural da RAM e sua salvaguarda;
– um fortalecimento do movimento de cidadania ativa.

 

Esta iniciativa é dinamizada pela Secretaria Regional de Educação (SRE), tendo como parceiro a Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, através do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, IP-RAM.

O projeto baseia-se em ações de plantação, a decorrerem todas as terças e sextas-feiras de novembro a março (excluindo o período de férias), envolvendo 1889 alunos das 84 turmas que frequentam o 11.º ano de escolaridade nas 15 escolas da Região Autónoma da Madeira com este nível de ensino.

 


Estas ações abrangem quatro zonas distintas da RAM, em áreas de gestão pública, a saber:

– quatro dias no Paul da Serra (zona da Relva Negra);
– 31 dias nas Serras de Santo António (Chão das Galinhas);
– um dia no Porto Santo;
– um dia em Santana (Achada do Teixeira).

 

Refira-se que todos os alunos receberão material divulgativo associado ao projeto “Plantar o Futuro” produzido pela SRE e apoiado pelo Centro Comercial La Vie.

O IFCN, IP-RAM tem a responsabilidade de ceder as plantas e o material necessário para as ações de plantação e de dinamizar a ação de sensibilização e educação ambiental inerente a cada ação. As diversas etapas do projeto envolvem elementos da Divisão da Formação e Comunicação, da Divisão de Florestação e Conservação dos Solos, elementos do Corpo de Vigilantes da Natureza e elementos do Corpo de Polícia Florestal.

 

No final de cada mês, é publicada uma página dedicada a este projeto no jornal matutino JM-Madeira.
As edições publicadas também podem ser consultadas ou descarregadas, posteriormente, neste espaço.