Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Susana Prada desafia empresas a tornaram a economia mais inteligente, mais eficaz e mais circular

A Secretária Regional do Ambiente felicitou a SDM e as empresas premiadas, dizendo que «são o exemplo daquilo que pretendemos da atividade económica da Região. 16-07-2019 Ambiente e Recursos Naturais
Susana Prada desafia empresas a tornaram a economia mais inteligente, mais eficaz e mais circular A secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada desafiou hoje as empresas da Zona Franca Industrial a tornarem «a economia cada vez mais inteligente, mais eficaz e mais circular».

Na cerimónia de entrega do Prémio Ambiental ZFI, promovido pela Sociedade de Desenvolvimento da Madeira (SDM), na qual foram distinguidas 11 empresas pela adoção de boas práticas ambientais, a governante sublinhou que o «Governo Regional está empenhado em tornar a Economia mais Circular, uma economia de baixo carbono, o caminho para combater as Alterações Climáticas. Vivemos numa ilha, pelo que temos de ter cuidados redobrados para que os resíduos não vão parar ao mar».

Neste sentido, há que reutilizar em vez de deitar fora, prolongando o ciclo de vida dos materiais. Reduzir também a produção de resíduos, e os que produzimos deverão ser colocados nos contentores próprios, caso contrário vão parar ao mar.

O Prémio Ambiental da ZFI, parte integrante da política ambiental da SDM, visa incentivar a adoção de melhores práticas ambientais por parte das empresas instaladas no parque industrial, perspetivando a obtenção de ganhos na prevenção e na redução da poluição, atendendo a que somente com o envolvimento ativo das empresas se conseguirá atingir patamares superiores de desempenho ambiental.

Susana Prada felicitou a SDM e as empresas premiadas, dizendo que «são o exemplo daquilo que pretendemos da atividade económica da Região. Este é um caminho que se faz com o contributo de todos nós: empresas, escolas, municípios, Governo…e estamos no bom caminho. Hoje temos mais e melhores águas balneares; o ar que respiramos é de excelente qualidade; a água que bebemos é segura e estamos a atingir os 50% de produção de energia elétrica a partir de fontes renováveis».