Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Secretário do Mar e Pescas apela ao consumo de peixe-espada no dia em que lança obra no valor de 1,1 milhões de euros

O secretário regional de Mar e Pescas fez o apelo às populações a partir do porto de pesca do Caniçal, onde se deslocou para acompanhar o arranque das obras de criação da Unidade Externa de Produção e Ensilagem de Gelo na lota do Caniçal. 26-11-2020 Mar e Pescas
Secretário do Mar e Pescas apela ao consumo de peixe-espada no dia em que lança obra no valor de 1,1 milhões de euros

O secretário regional de Mar e Pescas apelou à população da Madeira e Porto Santo para que consuma peixe-espada ajudando assim a escoar as cerca de 600 toneladas que se encontram armazenadas no Entreposto Frigorífico do Funchal.

 

Com a crise sanitária, a restauração e a hotelaria em atividade mínima e o mercado de exportação em queda livre, Teófilo Cunha diz que sem mercado e consumidores para escoar o pescado, e com as embarcações a manterem a atividade, a capacidade de conservação de frio não é ilimitada e poderá causar embaraços, garantindo, no entanto, que há soluções que estão a ser pensadas e estudadas.

 

“Apelo aos madeirenses e porto-santenses para que ajudem os pescadores e armadores a escoarem as cerca de 600 toneladas que estão armazenadas no Entrepostos Frigorífico do Funchal”, incentivou o secretário regional de Mar e Pescas, explicando que se está perante “uma situação atípica” resultante da pandemia da Covid-19.

 

O secretário regional de Mar e Pescas fez o apelo às populações a partir do porto de pesca do Caniçal, onde se deslocou para acompanhar o arranque das obras de criação da Unidade Externa de Produção e Ensilagem de Gelo na lota do Caniçal.

 

Trata-se de um investimento no valor de 1,1M€, que vem responder às necessidades apontadas por pescadores e armadores. A nova unidade produz 20 toneladas de gelo por dia e tem capacidade para armazenar 60 toneladas. “É um investimento que melhora muito as condições dos pequenos pescadores do atum e dos espadeiros”, anotou Teófilo Cunha.

 

A obra ficará concluída em abril do próximo ano.

 


Anexos

Descritores