Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Paula Cabaço sublinha papel dos grupos a favor da Etnografia

Governante participou no aniversário do Grupo de Folclore Infantil e Juvenil da Camacha 26-08-2019 Secretaria Regional do Turismo e Cultura
Paula Cabaço sublinha papel dos grupos a favor da Etnografia

O Grupo de Folclore Infantil e Juvenil da Camacha, fundado e dinamizado pela Comendadora Maria Augusta de Nóbrega e que efectuou a sua primeira actuação pública em 1969, celebrou ontem o quinquagésimo aniversário com um espectáculo no Largo da Achada. A Secretária Regional do Turismo e Cultura esteve presente, no evento, tendo destacado e elogiado, na sua intervenção, o «trabalho essencial» que tem sido feito, na Camacha, em geral, e por esta colectividade, em particular, «na transmissão às novas gerações, dos usos, costumes e tradições». Este «notável contributo», reforçou Paula Cabaço, «tem sido decisivo para o fortalecimento e enriquecimento da autenticidade e da nossa identidade, na etnografia,» contribuindo também para formar novos elementos.
Paula Cabaço fez também questão de frisar «o entusiasmo e a paixão» que a população da freguesia da Camacha «tem mantido, ao longo do tempo, pela etnografia e folclore», dando o exemplo, em concreto, da iniciativa “Camacha de Ontem, Madeira de Sempre”, uma organização da ADESCA (Associação de Desenvolvimento Social e Cultural da Camacha), recentemente realizada e que também se destacou pelo «excelente trabalho de envolvimento de várias coletividades» iniciativa que integrou o Programa de Comemorações dos 600 Anos do Descobrimento das Ilhas da Madeira e Porto Santo, cujo «sucesso» fez com que esteja agora integrada no cartaz anual de animação Turística da Região.
A Secretária Regional do Turismo e Cultura, na ocasião, reiterou, igualmente, a importância que tem para o Governo Regional o apoio à etnografia e ao folclore, nomeadamente «através de protocolos», quer com a AFERAM (Associação de Folclore da Região Autónoma da Madeira), mas também com os grupos de folclore, cuja presença nos cartazes de animação turística da Região tem sido substancialmente reforçada.


Anexos

Descritores