Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

"Fomos interventivos para que, quando chegasse o momento, estivéssemos na linha da frente"

“Fomos interventivos junto dos mercados emissores para que, quando chegasse o momento, estivéssemos na linha da frente”. Quem o afirma em entrevista publicada hoje no JM, é o Secretário Regional de Turismo e Cultura. 27-08-2020 Turismo e Cultura
"Fomos interventivos para que, quando chegasse o momento, estivéssemos na linha da frente"

Num longo trabalho de duas páginas, Eduardo Jesus detalha o que foi desenvolvido pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura, que começou ainda durante a pandemia, através do envio de cartas para o Governo da República, para diversos países europeus e ainda para várias entidades. Até a presente data, foram mais de 60 as comunicações.

O governante refere que, depois da reabertura dos aeroportos a um de julho, “o número de ligações e de passageiros aumentou de julho para agosto. E, para setembro, essa tendência mantém-se”, realidade que evidencia não ter sido fruto do acaso.

O governante acentua que “nunca estivemos parados. Apesar do abrandamento generalizado, posso dizer que, além dos cuidados que o Governo Regional teve desde a primeira hora a nível da saúde pública, dos apoios que foram criados, e dos projetos que desenvolvemos como a criação do Manual de Boas Práticas e a Certificação do destino, fomos interventivos junto dos mercados emissores para que, quando chegasse o momento, estivéssemos na linha da frente.     

Além dos contatos permanentes com o setor, nomeadamente com os operadores turísticos, com as companhias de aviação, e organismos como o Turismo de Portugal, a Secretaria Regional de Turismo e Cultura tem desenvolvido um trabalho contínuo e persistente junto de várias entidades governativas e diplomáticas nacionais e internacionais, assim como junto de diversas instituições, no sentido de reforçar e atalhar caminhos para a retoma do turismo na Região. Começamos ainda durante o período pandémico, quando iniciamos um conjunto de insistentes comunicações que vieram a definir este percurso”.

 

(entrevista em anexo)


Anexos

Descritores