Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

Museu Etnográfico da Madeira comemora 25 anos

A Secretaria Regional de Turismo e Cultura assinala no dia 15 de junho os 25 anos de existência do Museu Etnográfico da Madeira (MEM), reabrindo as suas portas ao público depois de ter sido alvo de obras de beneficiação e manutenção das instalações. Os trabalhos, inscritos no PIDDAR, envolveram um investimento de cerca de 194 mil euros. 11-06-2021 Turismo e Cultura
Museu Etnográfico da Madeira comemora 25 anos

A Secretaria Regional de Turismo e Cultura assinala no dia 15 de junho os 25 anos de existência do Museu Etnográfico da Madeira (MEM), reabrindo as suas portas ao público depois de ter sido alvo de obras de beneficiação e manutenção das instalações. Os trabalhos, inscritos no PIDDAR, envolveram um investimento de cerca de 194 mil euros.

 

Em declarações ao DN, o Secretário Regional de Turismo e Cultura reafirma “a determinação do Governo Regional em enriquecer o património regional e fortalecer o legado que temos recebido das pessoas, que confiaram em nós o desejo de governarmos sempre em prol do bem comum”. Eduardo Jesus sublinha que “continuamos empenhados em preservar a nossa oferta cultural, aumentando a oferta e criação cultural e apoiando a descentralização cultural”. Além disso, realça que este “é um dos setores prioritários do Governo Regional e cuja intervenção pública na esfera da Cultura assume relevante importância”.

O governante recordou uma das atividades dinamizadores do MEM, criada em 2020, o ‘Valorize, compre o que é nosso’, um projeto que sublinha “ter saído reforçado pela nossa intenção na aquisição de peças únicas trabalhadas pelas mãos habilidosas dos artesãos regionais, e que fazem agora parte da oferta museológica do museu. Foi um projeto abrangente que envolveu 14 artistas e artesãos de vários concelhos da RAM e que resultou na aquisição de mais de duas centenas de peças, e que valorizam o know-how dos artífices, refletem e testemunham o nosso património cultural”.

 

Ler noticia em anexo


Anexos

Descritores