Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Fontes renováveis vão gerar cerca de 50% da eletricidade em 2025

O secretário regional da Economia disse esta manhã, na Assembleia Legislativa da Madeira, que a Região, em 2025, deverá atingir a meta de 50% da produção da eletricidade a partir de de fontes renováveis. Rui Barreto, que falava na apresentação do diploma que “Estabelece a organização e o funcionamento do sistema elétrico da Região Autónoma da Madeira, adaptando o regime previsto no Decreto-Lei nº15/2022”, disse mesmo que essa percentagem deverá ser de 55% em 2029. 23-11-2022 Economia
Fontes renováveis vão gerar cerca de 50% da eletricidade em 2025

Tal como referiu, o sistema elétrico da Região pretende “promover a utilização racional de energia elétrica, a eficiência energética e o desenvolvimento da produção de energia elétrica baseada em energias renováveis e recursos endógenos da Região”, reduzindo a dependência externa e contribuindo para descarbonização. 
Na oportunidade, Rui Barreto anunciou, também, que “até ao final do ano, deverá ser publicado o decreto regulamentar regional que estabelecerá o regime aplicável à produção de eletricidade a partir de fontes de energia renováveis, baseada numa só tecnologia de produção, com capacidade até 5 MW, destinada à venda total de energia à Rede Elétrica de Serviço Público (RESPM). Será também definido o procedimento concorrencial associado, para atribuição de potência para injeção na RESPM, bem como quotas máximas associadas ao procedimento de atribuição de potência de injeção na RESPM para unidades de pequena produção”.
Referiu, igualmente, que no início do próximo ano será anunciada a abertura de concursos públicos para atribuição de reserva de capacidade de injeção de energia produzida a partir de energias renováveis na Rede Elétrica de Serviço Publico da RAM (RESPM). Numa primeira fase para centros electroprodutores com Potência até 1 MW e, numa segunda fase, para centros electroprodutores com Potência até 5 MW.
No âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) serão desenvolvidos projetos que irão permitir incrementar a contribuição de energia elétrica de origem renovável, de forma direta e indireta. Assim, teremos, através da EEM, a remodelação integral da Central Hidroelétrica da Serra de Água, já em execução, a remodelação da Central Hidroelétrica da Calheta I, um novo Sistema de baterias na ilha do Porto Santo de 6 MW/12 MWh”.
Ainda a este nível, disse, “teremos ainda um novo Sistema de baterias a instalar na ilha da Madeira de 15 MW/15 MWh, um compensador síncrono, (15 MVAr) melhorando a operação segura do sistema elétrico, com mix de energias renováveis, a substituição de cerca de 130 mil contadores tradicionais por contadores inteligentes, bem como a sensorização e telecomando parcial da rede de distribuição, a modernização da rede de iluminação pública e no seu sistema de gestão e o desenvolvimento de sistemas de carregamento de veículos elétricos inteligentes”.


Anexos

Descritores