Este sítio utiliza cookies para facilitar a navegação e obter estatísticas de utilização. Poderá consultar a nossa Política de Privacidade aqui.
Pesquisar

Gamba-da-Madeira é produto com potencial económico

Marisco presente nos mares da Madeira promovido como produto diferenciado e de qualidade. Estudo da Direção Regional do Mar aponta para a possibilidade de uma captura sustentável a rondar as 20 toneladas ano, com valor económico na ordem do meio milhão de euros. 24-11-2022 Presidência
Gamba-da-Madeira é produto com potencial económico

O Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, esteve hoje, ao final da tarde, numa ação de promoção dirigida a chefs, empresários do setor da restauração e do setor das pescas em torno de um novo produto, a Gamba-da-Madeira, que foi alvo de estudo pela Direção Regional do Mar, no âmbito do projeto MARISCOMAC.

Projeto, que teve por objetivo aferir o potencial dos recursos pesqueiros ao nível de mariscos nos mares da Madeira, culminou com o sinalizar da possibilidade de uma captura anual sustentável de 20 toneladas do referido marisco, representando, em termos de valor comercial, aproximadamente meio milhão de euros.

«Como vocês sabem, a nossa ideia é aproveitar ao máximo os nossos recursos de forma sustentável – também os recursos do mar – e, nesse sentido, foi estudada a viabilidade e a possibilidade de, em primeiro lugar, termos um produto diferenciado, de qualidade, que gere valor acrescentado na linha de mercado e sobretudo na restauração madeirense», disse Miguel Albuquerque.

Neste momento, conforme explicou o governante, os armadores podem já concorrer ao licenciamento para a exploração daquele recurso pesqueiro, sendo que o Governo Regional prosseguirá as ações de promoção, com o objetivo de dar a conhecer o produto e no devido tempo assegurar a sua certificação com a marca Madeira.

«Temos de fazer a mesma coisa que fizermos com o rum da Madeira, que antigamente era aguardente, e era vendida a preços módicos e, neste momento, dá mais de 4 milhões de euros em vendas por ano», concluiu.


Anexos

Descritores