Este site utiliza cookies para uma melhor experiência de navegação. Ao navegar está a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de cookies aqui.
Pesquisar

A cultura não tem uma geração própria, nem limitação de qualquer género ou de idade”

O secretário regional de Turismo e Cultura esteve esta quinta-feira, em representação do Governo Regional, na “vernissage” de homenagem à artista plástica Salomé Moniz 07-11-2019 Turismo e Cultura
A cultura não tem uma geração própria, nem limitação de qualquer género ou de idade”

O secretário regional de Turismo e Cultura esteve esta quinta-feira, em representação do Governo Regional, na “vernissage” de homenagem à artista plástica Salomé Moniz, na galeria Marca D´Água.

Na ocasião, o governante elogiou o trabalho desenvolvido pela galeria, e sobretudo pela forma como tratam a cultura e como disseminam a cultura para toda a sociedade.

Para Eduardo Jesus “esta é uma evidência que a cultura não tem geração própria, a cultura atravessa toda a existência humana, perdurando para além desta, não tem limitação de qualquer género nem de idade”. O secretário regional agradeceu à artista plástica o contributo e intemporalidade que deixa através da sua obra.

 Salomé Moniz, nasceu em São Vicente em 1928, Nos tempos livres interessou-se pela expressão plástica debruçando-se sobre a azulejaria e sobre a modelação tendo frequentado o Instituto Superior de Artes Plásticas da Madeira.

Tem participado em exposições coletivas em vários museus (Museu Etnográfico da Madeira, Museu Casa da Luz,  Universo de Memórias João Carlos Abreu).


Anexos

Descritores